Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

03/05/2007 - 08:26

Britânicos votam a favor da regulamentação de imigrantes ilegais

Mais de dois terços da população britânica, ou seja 66%, votaram em favor da reivindicação da cidadania para os imigrantes ilegais no Reino Unido, segundo a pesquisa realizada pelo Strangers into Citizens (www.strangersintocitizens.org.uk). O grupo tem como proposta a criação de um projeto de lei que regulariza e que ofereça dois anos de permissão de trabalho para todos os imigrantes ilegais que moram no Reino Unido por mais de quatro anos, tem conhecimento da língua estrangeira, trabalham e pagam taxas. O resultado, que mostrou o apoio da maioria dos britânicos para a anistia, foi baseado na opinião de mais de mil cidadãos maiores de 18 anos, realizado entre 21 à 23 de abril, pela comissão da Citizen. A pesquisa também mostrou que apenas 21% concorda que o governo britânico está fazendo um bom trabalho referente ao processo imigratório.

De acordo com o chefe executivo do Serviço de Consultoria de Imigração, Keith Best, o relatório da Citizen, mostrou exatamente o que a IAS tem proposto ao governo nesses últimos anos. “Todas as pessoas que trabalham ilegalmente deveríam ser legalizadas, já que as mesmas pagam taxas e são contribuidoras do governo. A mudança injetaria aproximandamente £1 billhão de libras por ano na economia do país e os imigrantes ganhariam a dignidade para o trabalho. O governo britânico deveria acordar e perceber que a mudança é mais uma necessidade de inclusão social do que exclusão”, comenta.

Com o objetivo de reivindicar a legalização os imigrantes ilegais no páis, a Strangers into Citizens vai coordenar uma passeata abordando o título “Ao caminho da cidadania”, que acontece no próximo dia 7, às 11h30, e será seguido por uma missa na catedral de Westminster, dirigida pelo cardial Cormac Murphy-O’Connor e pelos bispos católicos de Londres. Entre os porta-vozes, estarão presentes a baronesa Shirley Williams, o secretário e deputado-geral da TGWU, Jack Dromey e o bispo anglicano de Southwark, Tom Butler. A campanha conta com o apoio de igrejas e também da prefeitura de Londres e empresas como a Community Telecom e a LondonHelp4U. “O grupo Strangers into Citizens tem enfatizado as dificuldades que os imigrantes passam e conseguimos provar que, para os britânicos os imigrantes são bem-vindos no país”, comenta Austen Ivereigh, coordenador da campanha Strangers into Citizen.

A proposta da Citizen também conta com o apoio da Joint Council for the Welfare of Immigrants, órgão independente do Reino Unido que regulariza, treina e oferece assistência a todos os consultores que prestam assessoria em imigração. Segundo Habib Rahman, chefe executivo da JCWI, a pesquisa deixa claro que temos de agir para que algo seja mudado. “Esperamos que os políticos sejam justos, mudem as leis e regulamentam aqueles que já vivem como membros da sociedade, já que o país conta com aproximandamente 4.5 milhões de imigrantes irregulares, a maioria com visto vencido ou azilados”, ressalta.

Segundo Francine Mendonça, diretora executiva da LondonHelp4U, empresa brasileira especializada em intercâmbios e consultoria em processos imigratórios, em Londres, a caminhada tem com o alvo a proclamação da anistia aos imigrantes ilegais que já fazem parte da sociedade, trabalham e contribuem para o Governo. “Se os políticos aprovassem a lei da regulamentação, reduziria o número de pessoas sem documentos no país e, em contra-partida, os imigrantes ganhariam mais dignidade e a economia do Reino Unido também através da contribuição de taxas dos trabalhadores”, comenta.

Os programas de naturalização já foram realizados em outros países europeus e deram resultados. Desde 1981 foram aderidas mais de 20 regularizações na França, Bélgica, Grécia, Itália, Luxemburgo, Portugal e Espanha. O maior e mais recente foi realizado na Espanha em 2005, em que o país regularizou mais de 700 mil ilegais. O Home Office estima que no Reino Unido mais de 500 mil imigrantes estão ilegais no país, incluindo aqueles que não têm vistos ou fizeram pedidos de azilo e admitem que o país não tem recursos suficientes para deportá-los, já que 25 mil imigrantes aproximandamente são deportados por ano. O resultado da pesquisa pode ser acessado pela página www.opinion.co.uk/newsroom.

Perfil do LondonHelp4U - A LondonHelp4U é uma agência de intercâmbio em Londres fundada em 2001 com o objetivo de oferecer informação segura e atendimento personalizado a brasileiros e integrantes da comunidade latino-americana. Possui convênio com diversos cursos no Reino Unido e garante assistência total com visto, trabalho, acomodação e consultoria na área de importação e exportação de produtos. A LondonHelp4U tem parceria com as melhores escolas de inglês e universidades em cursos profissionalizantes, pós-graduação e mestrado em diversas áreas.

A empresa é a única agência brasileira, em Londres, registrada e licenciada pelos órgãos independentes do Reino Unido que regularizam, treinam e oferecem assistência a todos os consultores que prestam assessoria em imigração como o Office of the Immigration Services Commissioner (OISC), Immigration Law Practioners Association (ILPA), Association of Regulated Immigration Advisors (ARIA) e pelo Joint Council for the Welfare of Immigrants (JCWI). A LondonHelpU também é membro da Companies House, associação que regulamenta as empresas no Reino Unido. | www.londonhelp4u.co.uk

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira