Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/10/2009 - 11:38

Assinado contrato para aprofundamento do canal de navegação do Porto de Santos


O ministro Pedro Brito assinou o contrato para execução dos serviços de dragagem de aprofundamento e alargamento do canal de navegação.

O ministro chefe da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, assinou no dia 30 de setembro (quarta-feira), na sede da Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP), o contrato para execução dos serviços de dragagem de aprofundamento e alargamento do canal de navegação do Porto de Santos.

Brito classificou o ato como o mais importante desde sua posse à frente da Secretaria, destacando que a iniciativa é um marco divisor para o sistema portuário brasileiro.

“A partir do momento que estiver concluído o aprofundamento, além do aumento de 30 por cento na capacidade hoje instalada em Santos, o porto torna-se um concentrador de cargas, operando navios de até 9 mil TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés). A partir de Santos essa carga passa a ser distribuída através da navegação de cabotagem. O Porto, com 15 metros de profundidade, muda toda a lógica da navegação na costa brasileira”, explicou Brito.

O ministro afirmou que não é à toa que grandes parceiros e investidores de várias partes do mundo têm dado indicativos de interesse de investir em Santos, lembrando que são muitos os projetos de incremento da infraestrutura, como a remodelação do sistema viário nas duas margens e de expansão de instalações e novos terminais que garantem a Santos todas as condições para permanecer firmemente na vanguarda do sistema portuário brasileiro.

Brito informou que aguarda dentro de, no máximo, 45 dias a chegada da draga e, em até 10 dias, a emissão da Licença de Instalação pelo IBAMA.

O diretor-presidente da CODESP, José Roberto Correia Serra, destacou o empenho da SEP para o desenvolvimento dos portos no Brasil, classificando como um grande desafio a aprovação de uma política nacional de dragagem, enfatizando o compromisso da CODESP em garantir a manutenção da profundidade na cota de 15 metros, após a conclusão do aprofundamento, a fim de inserir Santos na rota dos grandes cargueiros.

A obra irá aprofundar e alargar o canal de navegação do maior porto da América Latina. O Consórcio, formado pelas empresas EIT Empresa Industrial Técnica, DTA Engenharia, Equipav Pavimentação e Comércio e Chec Dredging, deverá concluir a obra em até 12 meses.

O investimento permitirá ampliar a profundidade que varia de 12,5 a 13,2 metros para 15 metros, em toda a extensão, e alargar o canal de navegação de 150 para 220 metros (nos seus pontos mais estreitos), o que possibilitará a navegação simultânea nos dois sentidos de direção. O empreendimento receberá do Governo federal, por meio da SEP, R$ 199,5 milhões. O Porto foi contemplado com o Programa Nacional de Dragagem (PND), mantido com a verba do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Está prevista a retirada de 13,62 milhões de metros cúbicos de resíduos e para manutenção outros 7,65 milhões.

Será realizado ainda o derrocamento parcial de duas rochas existentes no canal de navegação, num volume de 33,36 mil metros cúbicos de pedras.

O empreendimento da SEP vai tornar o complexo portuário santista ainda mais competitivo, com capacidade para receber navios “post panamax”, que possuem 280 metros de comprimento, 42,8 metros de largura, calado de até 13,5 metros e capacidade de transporte para até 70 mil TPB (Toneladas de Porte Bruto). A obra vai possibilitar ainda a navegação com cruzamento de embarcações, além de consolidar o porto como um “hub port” – concentrador de cargas, tendência operacional verificada mundialmente.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: