Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

17/09/2009 - 10:57

Petrobras fornece diesel com menor teor de enxofre ao município de Curitiba


A Petrobras já disponibiliza, desde 1º de agosto deste ano, para as frotas cativas de ônibus urbanos do município de Curitiba, o diesel S-50, com 50 partes por milhão (ppm) de enxofre, reduzindo a emissão de material particulado para o meio ambiente.

Em Curitiba, o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, detalhou, no dia 16 de setembro (quarta-feira), como está sendo fornecido o combustível e os benefícios ambientais decorrentes do uso desse diesel com menor teor de enxofre. O município receberá de 7 mil a 8 mil metros cúbicos do combustível por mês.

A distribuição atende ao cronograma estabelecido por Acordo Judicial junto ao Ministério Público Federal, definido sob orientação do Ministério do Meio Ambiente. Em janeiro, a Petrobras deu início ao fornecimento do diesel S-50 para as frotas cativas de ônibus urbanos das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Em maio, foi a vez das regiões metropolitanas de Fortaleza (CE), Recife (PE) e Belém (PA), sendo que nesses três casos, todos os veículos a diesel e não somente os ônibus são abastecidos com o novo combustível.

Para chegar a Curitiba, o Diesel S-50 segue a seguinte logística: o produto chega de navio a Paranaguá, onde é armazenado em tanques que a Petrobras arrendou para esse fim, e de lá segue em caminhões para armazenagem em tanques arrendados pelas distribuidoras, na base de Pontuax, em Araucária.

Em janeiro de 2010, dando prosseguimento ao estabelecido no Acordo celebrado com o Ministério Público Federal, o combustível será disponibilizado para as frotas cativas de ônibus urbanos de Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG) e Salvador (BA) e da Região Metropolitana da Cidade de São Paulo. Em janeiro de 2011, o combustível será fornecido também às frotas cativas de ônibus urbanos de outras três Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo (Baixada Santista, Campinas e São José dos Campos) e da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Qualidade do ar -A qualidade do ar das cidades é influenciada por vários fatores, de maior ou menor impacto. Além da qualidade dos combustíveis, são igualmente ou até mais importantes a tecnologia veicular, o sistema viário, a inspeção e manutenção dos veículos, o tamanho e idade da frota, a velocidade média dos veículos, a gestão do tráfego e os programas de incentivo ao transporte coletivo.

Quanto à poluição atmosférica de origem veicular, o Governo Federal instituiu em 1986 o Proconve (Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores), um cronograma de redução gradual das emissões de poluentes para veículos leves e pesados. Desde o estabelecimento do programa, a Petrobras vem atendendo às determinações legais relativas à melhoria da qualidade dos combustíveis. Em algumas ocasiões se antecipou à legislação, como no caso da retirada do chumbo da gasolina em 1989.

A Resolução Conama no 315, de 29/10/2002 estabeleceu novos padrões de emissões veiculares para os veículos leves a gasolina e álcool e para os veículos pesados a diesel, visando a redução da poluição do ar nos centros urbanos do país, que deveriam ser implantados até 2009. Para o atendimento da última fase dos veículos pesados, denominada de P-6, eram necessários a produção de veículos com a tecnologia conhecida como Euro IV ou P-6 e o fornecimento do diesel S-50. Entretanto, por uma serie de razões, os motores não puderam ser produzidos.

Em função da citada impossibilidade, foi firmado, em 30 de outubro de 2008, no âmbito do Ministério Público Federal, entre as partes envolvidas, quais sejam, Petrobras, ANP, Órgãos ambientais e fabricantes de veículos automotores, um acordo, que culminou na Resolução Conama no 403. de 11/11/2008, que dispõe sobre nova fase de exigência do programa, estabelecendo novos limites a vigorar a partir de 2012.

Produção e Distribuição -A produção do Diesel S-50 passa por unidades de hidrotratamento, que extraem o enxofre a partir de reações químicas envolvendo, principalmente, o hidrogênio.

O objetivo da Petrobras é ter plena capacidade produtiva do diesel para atender o mercado brasileiro, sem depender de importação. Para garantir a produção doméstica total do combustível, a empresa está investindo 7,2 bilhões de dólares até 2013 em plantas de hidrotratamento de diesel, visando a produção do diesel S-10, a ser disponibilizado a partir de janeiro de 2013.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira