Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

25/08/2009 - 11:59

Lula: Brasil é responsável pelo desenvolvimento sul-americano


Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na manhã do dia 24 de agosto (segunda-feira), que o Brasil é responsável não só com o seu próprio desenvolvimento, mas também com o avanço dos demais países sul-americanos.

O presidente lembrou que anunciou no fim de semana na Bolívia um empréstimo de aproximadamente 300 milhões de dólares feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao país andino para a construção de uma rodovia. Segundo ele, o Brasil tem dado uma contribuição "muito grande" para a integração da região.

"É um papel que o Brasil precisa levar em conta, porque o Brasil tem responsabilidade com o desenvolvimento não apenas do Brasil, mas responsabilidade com o desenvolvimento da América do Sul," disse Lula em seu programa semanal de rádio, "Café com o Presidente."

De acordo com Lula, a rodovia permitirá que a Bolívia tenha acesso ao Brasil e à Rodovia Interoceânica, estrada que atravessará o Peru até o Oceano Pacífico e tem como objetivo facilitar o escoamento da produção dos países da região. A Bolívia não tem acesso direto ao litoral.

O presidente destacou ainda que, para o seu governo, a integração entre os países da América do Sul não é feita somente da maior proximidade entre os chefes de Estado. Ele destacou a importância da adoção de medidas que facilitem o deslocamento de pessoas e mercadorias na região.

"A integração é a construção de obras que possam permitir a facilidade de locomoção de pessoas e também a locomoção de produtos agrícolas, produtos industrializados, para que também possa crescer o comércio entre os países," afirmou.

Habitação -= O presidente Lula também comentou sua participação em recentes cerimônias de assinatura de contratos de construção de casas do programa Minha Casa, Minha Vida.

Afirmando que muitas empresas, prefeitos e governadores já aderiram à iniciativa, ele demonstrou otimismo com a execução do pacote habitacional. A meta do governo é construir 1 milhão de casas.

"Agora vai engrenar definitivamente," disse. "Acho que agora começa a acontecer aquilo que a gente previa." | Ana Paula Paiva/Reuters.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira