Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/08/2009 - 09:09

Dragagem de aprofundamento do Porto do Rio Grande deve iniciar esta semana


Na manhã do dia 17 de agosto (segunda-feira), atracou no cais do Porto Novo a draga Juan Sebastián de Elcano que fará a dragagem de aprofundamento do canal de acesso ao Porto do Rio Grande. A previsão é que os trabalhos iniciem ainda esta semana. A intenção é aumentar a profundidade dos atuais14 para 18 metros no canal externo (fora dos Molhes da Barra), e de 14 para 16 metros no canal interno (entre os Molhes e o píer petroleiro). Ao todo o consórcio que executará a obra, formado pela empresas Odebrecht e Jan de Nul, deverá dragar 16 milhões de metros cúbicos de sedimento.

De acordo com o gerente de Projeto da Jan de Nul, Tom Van Slambrouck, já foram providenciadas todas as documentações necessárias devendo nesta terça-feira (18) a draga estar apta para iniciar os trabalhos. Além das documentações, já foram contratados 30 brasileiros que deverão estar a bordo da draga na próxima quarta-feira (19) para trabalhar em conjunto com os atuais 21 tripulantes estrangeiros (da Bélgica, Holanda e Croácia). “Nesta terça-feira (18) teremos uma reunião com a Secretaria Especial de Portos (SEP), que é a contratante dos serviços, onde será decidido o início das operações”, salientou Slambrouck.

A draga que se encontrava em Omã, no Oriente Médio, possui capacidade de cisterna para armazenar 16,5 mil metros cúbicos de sedimento. Quando iniciar a trabalhar será a maior em operação na América Latina. A Juan Sebastián de Elcano possui 157,7 metros de comprimento e 27,8 metros de largura, contanto com dois tubos de sucção com 1,1 metro de diâmetro, podendo dragar a uma profundidade máxima de 54,5 metros. No projeto, que deverá ser concluído em oito meses, serão investidos R$ 196 milhões, sendo R$ 147, 5 milhões por parte do Governo Federal, através do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) e R$ 48,5 milhões por parte do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Com o aprofundamento, os grandes navios (pós-panamax) que já operam em Rio Grande e que atualmente não utilizam sua capacidade máxima de carga devido ao calado, poderão completar sua carga reduzindo significativamente os custos de frete. Além disso, com um calado maior o porto terá condições de se habilitar para captar, concentrar e movimentar cargas oriundas da Bacia do Prata, como grãos da Argentina, Paraguai e Bolívia; minério de Mato Grosso do Sul e da Bolívia; madeiras do Uruguai; e contêineres da Argentina, Uruguai e Paraguai.[ Foto: Draga Juan Sebastián de Elcano atracada no Porto Novo do Rio Grande | Crédito: Alan Bastos].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: