Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

04/08/2009 - 10:17

LLX obtém Licença de Instalação para Porto Sudeste

Investimento chegará a US$ 740 milhões e obras começarão no segundo semestre.

O Instituto Estadual do Ambiente (INEA), do Rio de Janeiro, expediu no dia 3 de agosto (segunda-feira), a Licença de Instalação para o Porto Sudeste, em Itaguaí (RJ). O documento é condicionante para o início da construção do porto.

Desenvolvido pela LLX Logística, empresa do Grupo EBX, o Porto Sudeste é um terminal portuário privativo de uso misto dedicado à movimentação de minério de ferro. Com área de 52 hectares, o terminal terá profundidade de 20 metros, estrutura offshore com dois berços de atracação e capacidade para movimentar 50 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

A previsão é que a construção do Porto Sudeste seja iniciada ainda no segundo semestre de 2009. Já a operação está prevista para o final de 2011.

Perfil do Porto Sudeste - Estrategicamente localizado, o Porto Sudeste irá oferecer uma possibilidade de crescimento aos pequenos produtores de minério de ferro do Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais, que atualmente não exportam por falta de opção logística.

O empreendimento terá área de 52 hectares, profundidade de 20 metros e estrutura offshore com dois berços de atracação. O investimento previsto é de US$ 380 milhões para movimentação de 25 milhões de toneladas por ano. Para a movimentação de 50 milhões de toneladas por ano, o investimento total será de US$ 740 milhões. A licença de instalação já prevê a movimentação de 50 milhões de toneladas por ano.

Toda movimentação de minério de ferro no Porto Sudeste será feita por ferrovia. Para isso serão construídos, a partir da linha principal da MRS, um ramal e uma pêra ferroviária (linha férrea em formato de pêra utilizada para a realização do descarregamento dos vagões e manobra dos trens).

O minério será estocado em duas áreas, conhecidas como pátios de estocagem. Um desses pátios será localizado onde hoje funciona a Pedreira Sepetiba e o outro será construído na parte interna da pêra ferroviária. A instalação do pátio na Pedreira permite o reaproveitamento de uma área industrial já degradada, gerando menos impacto ambiental. A parede formada pela cava da pedreira também funciona como uma barreira natural, que impede a dissipação de partículas de minério.

Qualificação e Geração de Empregos - O Porto Sudeste também irá proporcionar qualificação e treinamento profissional aos moradores da região. Na última quinzena de julho, a empresa realizou as inscrições para o Programa de Qualificação Profissional em Mangaratiba e, nas próximas semanas, deverá iniciar as inscrições em Itaguaí.

Perfil - A LLX, empresa do Grupo EBX, foi criada em março de 2007 com o propósito de prover o país com infraestrutura e competências logísticas, principalmente no setor portuário. Seus projetos possuem localização estratégica e profundidade adequada aos maiores navios, utilizando a mais moderna tecnologia portuária. Isso resulta em operações eficientes e de baixo custo.

Atualmente a empresa desenvolve dois projetos. Um deles é o Super Porto Sudeste, que será construído em Itaguaí.

Outro projeto é o Super Porto do Açu, em construção desde outubro de 2007 em São João da Barra (RJ). O Terminal Portuário Privativo de Uso Misto do Açu terá área total de 7,8 mil hectares, profundidade de 18,5 metros e uma estrutura offshore com até dez berços para movimentação de produtos como minério de ferro, produtos siderúrgicos, carvão, granéis líquidos e carga geral. O porto também terá uma ponte de acesso aos píeres com 3 quilômetros de extensão.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: