Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

22/07/2009 - 10:22

Controle financeiro deve ser transparente para toda a administração empresarial

Prestação de contas visível, como as de entidades de caráter social, qualificam a gestão contábil.

A transparência financeira é indispensável na gestão de entidades de cunho social, o que não deveria estar distante da organização financeira que acompanha as empresas convencionais.

O diretor e economista da Gerencial Auditoria e Consultoria, José Luiz Amaral Machado, diz que para cada categoria de empresa existe um regime tributário. Da mesma forma, instituições assistencialistas utilizam um tratamento fiscal legalmente estabelecido. Contudo, de modo geral, não há diferenças na administração tributária.

"A complexidade das organizações sociais são similares quando os gestores têm a exata noção das responsabilidades que requerem uma contabilidade saudável. Prazos e deveres fiscais, a exemplo das exigências da Previdência Social, seguem os mesmos", explica Machado. Para manter a qualidade da gestão, o especialista afirma que qualquer empresa tem de se preocupar com a transparência, registrar adequadamente suas operações e prestar contas aos membros da direção e aos seus associados.

Para a advogada Leticia Saldanha Caiaffo, diretora-tesoureira da Caixa de Assistência aos Advogados do Rio Grande do Sul (CAARS), organização que auxilia os advogados da OAB/RS, uma assessoria contábil idônea, séria e responsável faz toda a diferença em uma gestão, cujo o gerenciamento das receitas deve ser do conhecimento de todos.

O maior desafio de quem apoia uma entidade como a CAARS tanto para a advogada como para a Gerencial Auditoria e Consultoria, que presta o serviço à organização, é a proatividade.

A CAARS presta contas a Comissões da OAB, passando pela aprovação do Conselho Seccional da OAB e do Conselho Federal. Por isso, Letícia vê a importância de ter uma assessoria que inova, levando à contabilidade, além de um trabalho proativo, a possibilidade de auditorias internas em todos os setores da casa, inclusive no RH. Com o trabalho, é possível diagnosticar eventuais desvios que possam onerar a entidade.

Embora os empreendedores não apresentem a mesma cultura em seus negócios, a transparência na prestação de contas em organizações como a CAARS deve servir de exemplo para os novos gestores.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: