Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

08/07/2009 - 10:00

Cedae garante R$ 587 milhões em obras de saneamento para o estado


Presidente da Cedae Wagner Victer fala aos presentes sobre os saltos e rumos da empresa

O governador Sérgio Cabral e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, assinaram, no dia 7 de julho (terça-feira), os Contratos de Financiamento da Caixa Econômica Federal para a Cedae, visando o início de um conjunto de obras de saneamento básico do Programa de Aceleração do Crecimento (PAC). As obras vão beneficiar a cidade do Rio de Janeiro e oito municípios da Baixada Fluminense e do interior do Estado. Os projetos para aumento da oferta de água e esgotamento sanitário contarão com recursos da ordem de R$ 587 milhões.

- O Governo Federal queria investir em saneamento no Estado do Rio de Janeiro. No entanto, não podia realizar todas as obras. Afinal, a Cedae não podia captar empréstimos. Graças ao saneamento da empresa, a Cedae pôde receber esses recursos. Por isso, confiamos na recuperação da Cedae e achamos a empresa fundamental para o desenvolvimento do Brasil, ressaltou a ministra Dilma.

O governador Sérgio Cabral salientou a importância das obras que vão ao encontro dos compromissos do país junto ao Comitê Olímpico Brasileiro (COI) para escolha do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

- É uma felicidade imensa ver a Cedae com diversas frentes de obras espalhadas em todo o Estado. Esse conjunto de obras é mais uma realização do governo do estado que vai ao encontro aos compromissos do país junto ao Comitê Olímpico Brasileiro (COI) para escolha do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. O evento também será um marco no fomento a importantes projetos em desenvolvimento no Estado, como para área de influência do Comperj, em construção pela Petrobras, e o Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG) - destacou o Cabral.

O prefeito do Rio Eduardo Paes também ressaltou o trabalho desenvolvido para a recuperação e o saneamento da Cedae e a parceria do governador Sérgio Cabral com o Governo Federal.

- A Cedae é um exemplo para o país como uma empresa pública pode ser gerida e eficiente. O governador Cabral, que agrega esforços para o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, conseguiu, através dessa forte parceria com o Governo Federal, esse conjunto de investimentos para o Estado e o município do Rio, comemorou Paes.

O vice-presidente da CEF, Jorge Fontes Hereda, afirmou que o trabalho não para com a assinatura dos Contratos de Financiamento da Caixa Econômica Federal para a Cedae. Ele disse que “o trabalho prosseguirá após a liberação de recursos do financiamento para a Cedae. Vamos continuar unindo forças para que as obras cumpram os seus cronogramas”.

Victer salientou a importância das obras para a população fluminense, que foram garantidas devido ao saneamento da Cedae e a parceria do governador com o Governo Federal.

- Se analisarmos a história de cada município beneficiado com esses recursos, veremos que nunca nas suas histórias houve investimentos dessa envergadura em qualquer setor. O povo do Estado do Rio de Janeiro só tem a ganhar com a recuperação da Cedae e com a parceria do governador Sérgio Cabral com o Governo Federal, afirmou o presidente da Cedae.

Os municípios beneficiados serão: Rio de Janeiro (Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Vargem Grande, Vargem Pequena, Campo Grande, Santa Cruz, Bangu, Ilha de Paquetá, Ilha do Governador), Saquarema (Jaconé), Duque de Caxias, Belford Roxo, Mesquita, São Gonçalo, Maricá (Inoã e Itaipuaçu), Itaperuna, Valença (sede do município e distrito de Conservatória). Também serão realizadas melhorias no sistema de produção de água na Estação Tratamento do Guandu, que vão beneficiar toda a Capital e a Baixada Fluminense.

Estiveram presentes na cerimônia de assinatura o ministro das Cidades, Márcio Fortes, o vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o prefeito da Cidade do Rio, Eduardo Paes e o presidente da Nova Cedae, Wagner Victer. Também compareceram ao evento o presidente da Assembléia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, o secretário estadual da Casa Civil, Régis Fichtner, o vice-presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Fontes Hereda, a superintendente regional da Cedae, Nelma Souza Tavares, e o prefeito de Valença e presidente da Apremerj, Vicente Guedes, além de diversos deputados federais e estaduais, vereadores e secretários estaduais e municipais.

Reforço no Abastecimento de Água e no Tratamento de Esgoto do Rio de Janeiro: Ampliação do Sistema de Abastecimento de Água dos Bairros de Jacarepaguá, Barra da Tijuca, Vargem Grande e Vargem Pequena, na Zona Oeste da cidade. Essas obras prevêem a construção dos reservatórios do Outeiro e de Jacarepaguá. Reforma do Reservatório Reunião e o assentamento de 74 mil metros de adutoras, troncos e rede distribuidora;

Ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Paquetá - Instalação de elevatória com capacidade para bombear 100 litros de esgotos por segundo. Instalação de dez quilômetros de tubulações subaquáticas de 350 mm de diâmetro, ligando a Ilha de Paquetá à Estação de Tratamento de Esgotos de São Gonçalo (atravessando a Baía de Guanabara), onde o esgoto receberá o tratamento adequado, e substituição e assentamento de dois mil metros de redes coletoras;

Modernização da Estação de Tratamento de Água do Guandu (ETA) - Essa obra, que atenderá à cidade do Rio de Janeiro e os municípios da Baixada Fluminense, evitará qualquer possível captação de águas poluídas pela Estação, que pode encarecer e dificultar o tratamento de água;

Reforço do Abastecimento de Água de Campo Grande - O projeto consiste na implantação de 13 mil metros de tubulações e instalação de uma elevatória para o reservatório Vítor Konder. Também serão realizadas obras de recuperação da Elevatória de Guarabu. O projeto prevê investimentos na melhoria do fornecimento de água aos bairros de Tauá, Bancários e Freguesia, com complementação da instalação de 3 mil quilômetros de tubulações.

Implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Maricá: O sistema contará com a construção de um booster (equipamento responsável pela manutenção da pressão nas tubulações) na localidade de Ipíiba e complementação de adutora entre Amendoeira/Ipíiba e Inoã. Também será construído em Inoã um reservatório com capacidade para 2,5 milhões de litros de água. Além disso, será implantada uma subadutora que abastecerá as localidades de Jardim Atlântico e Itaipuaçu, onde será construído reservatório de 4 milhões de litros e instalados 235 quilômetros de rede de distribuição.

Aumento da Oferta de Água e do Esgotamento Sanitário de Duque de Caxias: Melhorias Operacionais na Rede Distribuidora do Bairro Parque Fluminense, com o assentamento de 37 mil metros de rede de distribuição de água e a recuperação de um reservatório;

Construção de Sistema de Coleta e Transporte de Esgotamento Sanitário da Pavuna, com a implantação de 17 mil metros de rede coletora e recuperação de outros 24 mil metros.

Melhorias na Rede de Esgoto de Belford Roxo e Mesquita: Complementação da rede coletora de esgotos do Sistema Sarapuí, que compreende a instalação de 72 mil metros de coletores e a instalação de três elevatórias de esgotos.

Reforço no Abastecimento de Água de São Gonçalo: Melhorias do Abastecimento das Áreas Atendidas pelos Reservatórios de Marques Maneta, Trindade, Tribobó e Amendoeira, com a instalação de 240 mil metros de tubulações e 27 mil novas ligações prediais.

Melhoria no Abastecimento de Água de Saquarema: Implantação do Sistema de Abastecimento de Jaconé, com a construção de uma estação de tratamento de água, duas adutoras (água bruta e tratada), duas elevatórias e assentamento de 37 mil metros de rede distribuidora.

Implantação do Sistema de Abastecimento de Água e de Esgoto de Itaperuna: Reforma da estação de tratamento de água, implantação de nova adutora de água, construção de reservatório com capacidade para 4quatro milhões de litros;

Implantação de sistema de esgotamento sanitário com construção de elevatórias, construção de duas estações de tratamento de esgotos, interceptador, rede coletora e ligações domiciliares.

Ampliação do Abastecimento de Água de Valença e do Distrito de Conservatória: Para Valença o projeto prevê instalações de captação e elevatória de água bruta, seis mil metros de adutora, estação de tratamento de água, reservatório com capacidade para 5 milhões de litros, e 25 mil metros de rede distribuidora;

Para Conservatória o projeto prevê a construção de duas elevatórias, três adutoras, estação de tratamento de água, e reservatório com capacidade para 1 milhão de litros de água.

. [Mais informações e utilidade pública no banner da Cedae lincado acima]

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: