Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/07/2009 - 10:04

Presidente do BID, Luis Alberto Moreno, aplaude alívio da dívida para o Haiti


Banco Interamericano de Desenvolvimento deve perdoar US$ 511 milhões em pagamentos de empréstimos.

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno, parabenizou em 30 de junho (terça-feira), o Haiti por completar um processo que permitirá ao país caribenho receber mais de US$ 1 bilhão em alívio da dívida de instituições financeiras internacionais e governos doadores, incluindo cerca de US$ 511 milhões do BID.

Antes disso, o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial determinaram que o Haiti havia alcançado o chamado “ponto de conclusão” da Iniciativa Ampliada em favor dos Países Pobres Altamente Endividados (HIPC) e qualificava-se para receber benefícios plenos no âmbito da Iniciativa Multilateral para a Redução da Dívida.

“Isto abre o caminho para o BID oferecer ao Haiti cerca de US$ 511 milhões em alívio da dívida”, disse Moreno. “O governo haitiano e seu povo terão uma oportunidade histórica de fazer um novo começo, uma vez que poderão dedicar mais recursos ao combate à pobreza.”

O alívio da dívida, que combina o cancelamento do principal do empréstimo e de pagamentos de juros futuros, foi aprovado pela Assembleia de Governadores do BID em março de 2007, condicionado à conclusão pelo Haiti do processo da HIPC, em que os governos concordam em alcançar um conjunto de metas econômicas e de políticas.

Destacando a conquista do Haiti, Moreno ressaltou que o governo daquele país havia conseguido manter a estabilidade macroeconômica mesmo depois dos devastadores furacões e do aumento significativo nos preços da gasolina e dos alimentos no ano passado, além do golpe da crise econômica mundial.

Enquanto o Haiti trabalhava para completar o processo da HIPC, o BID proporcionou a seu governo alívios da dívida interinos em um total de US$ 34 milhões entre 2007 e meados de 2009. Além disso, nesse período o BID aprovou mais de US$ 100 milhões em doações para o Haiti para apoiar projetos em setores essenciais como infraestrutura, agricultura, água, eletricidade e educação.

Durante o resto deste ano e em 2010, o BID poderia aprovar até US$ 250 milhões em novas doações para o Haiti, onde está executando atualmente 23 projetos com um orçamento total de US$ 700 milhões, a maior carteira entre as agências multilaterais ativas no país.

Em anos recentes, o BID tem visto um progresso encorajador em sua carteira, com o fortalecimento da capacidade do governo haitiano para a execução de projetos. Em transporte, por exemplo, quase 200 quilômetros de estradas foram recuperados. O trabalho em mais 140 quilômetros deve ser completado até 2011 e melhorias em outros 180 quilômetros estão programadas para 2012.

Na agricultura, o BID ajudou o Haiti a expandir a irrigação no vale do Artibonite, sua principal região de cultivo de arroz, de 14.000 hectares para 22.000 hectares durante a estação de estiagem. Em energia, financiamentos do BID ajudarão a companhia energética estatal EDH a ampliar sua capacidade de geração de energia por meio da recuperação da usina hidrelétrica de Péligre.

Moreno acrescentou que pretende encontrar-se com o presidente do Haiti, René Preval, e com a primeira-ministra do país, Michèle Duvivier Pierre-Louis, ainda este mês, quando os governadores do BID na região do Caribe realizam uma conferência em Porto Príncipe.| BID

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira