Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

A Marquês de Sapucaí é pura arte


Uma multidão de gente lota camarotes e arquibancadas, na concentração e na pista a imprensa mundial ávidas por uma foto e palavrinha de uma das celebridades que desfilam pelo concreto desenhado por Oscar Niemeyer.

Na concentração água pra todos, de graça, gostosa, geladinha, de quem? Da Nova Cedae, lançando a sua nova marca, desenho feito pelos funcionários da empresa – orgulha o presidente e folião Wagner Victer, que desfilou novamente com sua Ala da Raça na Vila Isabel.

Mas a noite começou com um rugido de leão, que abriu o domingo de carnaval, - o leão da Estácio de Sá, que não ficou sózinho, logo sem fazer muito alarde veio outros e mais outros bichos, lembrando a nossa imensa e rica natureza.

E assim a noite foi passando e muitas supresas foram deixando o público extasiados. A Império pode não ser a favorita, mas teve um chamamento significativo “ Ser diferente é normal”, lembrando que em nossa história tem muita gente diferente que deixou grandes legados, o escritor Victor Hugo, a pintora Frida Khalo, o cientista Albert Eistein, o compositor Noel Rosa, o escultor Aleijadinho, etc.

A Mangueira lembrou que o nosso português é a sexta língua falada no mundo, a língua brasileira que incorporou no vocabulário palavras indígenas, africanas “ É uma casa Portuguesa com certeza” disse o hino da Mangueira.

O inovador carnavalesco Paulo Barros trouxe para a avenida o seu tabuleiro da vida, cores, surpresas e mais surpresas, sugerindo sempre que tem que virar o jogo. Alegorias como as roletas que lembravam os jogos, nem a internet ficou de fora. Terminou o desfile na Sapucaí como favorita.

A Mocidade veio bela, muita arte do Nodeste, Amazônia, Pantanal e Cerrado “ Uma hitória feito à mão” sugerindo que a máquina não substitui o homem.

A Vila Isabel fechou o desfile, -campeã no ano passado, lógico que carrega o peso da curiosidade pública e da imprensa. E ela veio bonita, animada, com um refrão no samba-enredo difícil de deixar alguém de fora sem cantar: Samba não tem preconceito, brancos, negros, iguais.. Enfim, a metamorfose do reino natural invadiu a Sapucaí, e ela azul e dezenas de outras cores como as borboletas, concluiu o domingo de carnaval com chave de ouro. -Há quem diga que ela repete a dose de 2006.

Destaque dos abre alas para a bailarina e atriz Ana Botafogo na Vila Isabel, quantos as rainhas, salve Quitéria Chagas, Juliana Paes e Viviane Araújo, mas a Preta Gil mostrou pela Estação Primeira de Mangueira que com uns quilinhos a mais pode ser rainha.

Mas hoje tem mais: Porto da Pedra, Unidos da Tijuca, Salgueiro, Portela, Imperatriz, Grande Rio e Beija-Flor, - tem muita surpresa por aí, diz os torcedores da Portela. | Crédito da foto: José Paulo/Fator Brasil

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: