Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

Segurança no carnaval do Rio de Janeiro ganha reforço e choque de ordem será continuado


Convocada para tratar da segurança no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão -Antonio Carlos Jobim, tendo como expositor o superintendente Regional da Infraero, Pedro Azambuja, a reunião do Comitê Integrado de Segurança Turística – Consetur acabou sendo uma prévia do que será a segurança da cidade durante o carnaval.

Haverá um reforço especial do policiamento nos aeroportos, cais do porto, linhas expressas de acesso à Zona Sul, a área do Sambódromo, bailes públicos, locais de desfile de blocos, as praias e os pontos turísticos da cidade.

O plano de policiamento no carnaval, que será anunciado ainda esta semana pela Polícia Militar, foi apresentado em linhas gerais dia 13 de fevereiro, na reunião do Consetur, sob a coordenação do secretário de Turismo, Esporte e Lazer, Eduardo Paes, e a delegada Beth Cayres, da Secretaria de Segurança.

Por sugestão do secretário Eduardo Paes, será instituída uma fiscalização constante, tipo choque de ordem permanente, para reprimir as ações ilegais de serviços e prestadores de serviços ilegais nos aeroportos e nas áreas turísticas. Simultaneamente, sob a coordenação da polícia, será intensificada e de forma constante a ação da inteligência, em sintonia com a repressão às irregularidades.

As preocupações do setor turístico concentram-se principalmente entre os dias 17 e 20, quando onze transatlânticos atracarão no cais trazendo mais de 15 mil turistas, enquanto o Tom Jobim e o Santos Dumont deverão receber no sábado milhares de passageiros, principalmente de São Paulo. Tanto do porto como dos aeroportos, grande número desses turistas, em determinados horários, seguirá direto para o Sambódromo, o Corcovado e o Pão de Açúcar, em ônibus especiais.

Além da questão dos táxis bandalhas, o assédio de menores e de cambistas no saguão do aeroporto, dos assaltos a turistas nas vias expressas no trajeto aos hotéis na Zona Sul, o secretário Eduardo Paes citou a cancela recentemente introduzida pela Infraero no desembarque como o primeiro desconforto que os turistas enfrentam. Ele disse que é preciso aprofundar o trabalho de inteligência interna para identificar os autores dos assaltos. Pediu uma ação mais enérgica no controle do acesso e da livre circulação no saguão.

O superintendente da Infraero, Pedro Azambuja, disse que a cancela é uma experiência, como resposta à opinião pública sobre a precariedade do atendimento. Para ele, existe entrosamento da Polícia Federal e Infraero com os órgãos de segurança do estado e do município. Entre as melhorias que a Infraero está implantado, disse que foram reduzidas as áreas onde costumam ocorrer delitos tipificados, como os táxis bandalhas (circulam apenas veículos credenciados), câmbio ilegal e circulação de menores engraxates. Na ala do desembarque internacional foi criada uma área protegida para passageiros, ainda dentro do saguão, para evitar o assédio de cambistas e táxis clandestinos. O acesso só é permitido a pessoas credenciadas e serviços autorizados. Ao chegar, os turistas encontram todos os serviços de que necessitam no primeiro momento, como táxis, informações sobre hotéis e câmbio regular, entre outros.

Na próxima semana, ainda por sugestão de Eduardo Paes, representantes do setor e dos órgãos de segurança do estado e do município farão uma visita de reconhecimento ao Aeroporto Tom Jobim, onde a polícia, com apoio da Polícia Federal e da Infraero, vai diagnosticar os problemas para estabelecer um plano de ação.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: