Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

12/07/2008 - 05:42

Porto do Rio Grande arrendará área para terminal de produtos florestais

A Superintendência do Porto do Rio Grande (Suprg) realizou no dia 11 de julho,no armazém B1 do Porto Novo, em atendimento ao disposto no Art.39 da Lei nº 8.666/93, a Audiência Pública 01/2008 Suprg, para tratar do arrendamento de área destinada à implantação de terminal de produtos florestais. A Audiência teve como objetivo colher críticas, sugestões e dar conhecimento do objeto da licitação.

O evento foi presidido pelo diretor Técnico do Porto do Rio Grande, Carlos Renato da Cruz Rodrigues, e acompanhada pela Comissão de Licitação, formada por técnicos da Suprg. Inicialmente foi apresentado pelo Assessor Técnico do Porto do Rio Grande, Newton Quintas, uma síntese das especificações exigidas para o arrendamento da área. Na ocasião, foi apresentada a planta e a imagem da área do futuro terminal de produtos florestais (de uso público), que está localizada no Superporto do Rio Grande, ao Sul do Tecon, com 318,7 mil m². O arrendamento será por um prazo de 25 anos, prorrogáveis por mais 25 anos, com valor mínimo de arrendamento de R$ 201,7 milhões.

A licitação exigirá que o vencedor construa cais numa extensão de 600 metros, sendo 300 metros até o segundo ano de contrato (primeira fase) e o restante até o 11º ano (segunda fase). Sobre o cais, na primeira fase, deverão ser instalados um carregador de navios montado sobre trilhos, com capacidade nominal de carregamento de 1,5 mil toneladas/hora e um guindaste móvel, com capacidade nominal de 100 toneladas, e na segunda fase deverá ser instalado mais um guindaste móvel, com capacidade nominal de 100 toneladas. Além disso, na parte interna do cais o terminal deverá ter, na primeira fase, 300 metros para atracação de barcaças, devendo ser instalado junto a esta área um guindaste móvel para 40 toneladas. A estrutura do cais deverá ser construída prevendo o futuro aprofundamento para 18 metros, e a recepção de navios com no mínimo 80 mil toneladas de porte bruto (tpb), 225 metros de comprimento e 32,2 metros de largura e barcaças com 5,4 mil tpb, 110 metros de comprimento e 16,2 metros de largura.

O vencedor da licitação também deverá construir, na primeira fase, um armazém para estocagem fechada de celulose e/ou papel, com no mínimo 10 mil m² de área, e na segunda fase, deverá ser ampliada a área coberta de armazenagem para 20 mil m².

O próximo passo será encaminhar a minuta do edital e do contrato, junto com o termo de referência, o estudo de viabilidade econômica e financeira e a licença prévia ambiental para a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), até o final deste mês. Após obter a autorização da Antaq a Suprg lançará à licitação.

A operação desse terminal visa atender ao mercado de produtos florestais, em amplo crescimento com a instalação no Mercosul de grandes grupos industriais do segmento madeireiro e de celulose. Para participar da licitação é necessário que a pessoa jurídica interessada adquira o edital, na Suprg ou requisite-o pelo e-mail [email protected] || www.portoriogrande.com.br

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: