Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

04/07/2008 - 10:28

O barato que ficou caro

Mistura aumenta o preço do diesel.

A adição do biodiesel veio como uma alternativa para diminuir os preços, mas na prática não funcionou. Desde maio o diesel já aumentou 14 %, e parece que não vai parar por aí. Foi divulgado no dia 1º de julho (terça-feira), um aumento de 3,3%. Para Fernando Klein Nunes, presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Paraná (Setcepar), esse aumento é um absurdo. “A idéia é chegarmos ao diesel B20, ou seja, com 20 % de biodiesel na mistura. Mas se a cada 1% de adição eles subirem 3 % no valor, não sei onde vamos parar”, comenta.

A Fecombustíveis, entidade que reúne os postos, alerta que, para o consumidor, essa alta represente um pouco mais. O Presidente do Setcepar reforça que, para os transportadores, o diesel representa até 40% do valor do frete e, inevitavelmente, terá que ser repassado ao tomador do serviço.

Fernando Nunes ainda complementa que o governo federal deve estar atento ao fato de que estes aumentos prejudicam a economia como um todo e que a Petrobras, empresa que é pública e monopoliza a exploração, não deve priorizar o lucro, mas sim, o desenvolvimento do país e colaborar para frear os índices inflacionários, que no momento estão em alta.

Perfil do Setcepar - Criado em 1943, o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Paraná (Setcepar) representa 5.000 empresas de transporte de cargas em 265 cidades do estado. O Setcepar oferece aos associados diversos serviços e eventos, para debater e fomentar melhorias no setor, e no relacionamento das empresas entre si e com demais setores da sociedade.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira