Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/06/2008 - 11:47

ABIS une associados em estande coletivo na Fispal Food Service

A recepção aos visitantes do estande coletivo da Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes - ABIS - localizado na Alameda 07 entre as ruas H e I com o número 183/186 do Expo Center Norte, em São Paulo, durante a Fispal Food Service, de 23 a 26 de junho de 2008, será realizada com sorvete de massa e picolés.

Como entidade representante do setor há seis anos, a ABIS preconiza a união de toda a cadeia produtiva do sorvete em prol do desenvolvimento geral de todos os envolvidos, sejam empresas de maquinário e equipamentos, de insumos ou de processamento industrial, passando pelos produtores artesanais.

“Nós estamos sempre a postos para auxiliar nossos associados, independente do tamanho de cada um. Dessa forma as empresas poderão oferecer produtos de maior valor agregado ao mercado”, diz o presidente da entidade, Eduardo Weisberg. “Nosso principal objetivo é unificar o País em prol do “produto sorvete” e desenvolver o mercado para que atinja patamares condizentes com seu potencial de consumo”.

A entidade vem lutando para ampliar a conscientização popular de que o sorvete não é uma guloseima, mas sim um alimento nutritivo, rico em vitaminas, proteínas, cálcio e que pode fazer parte do cardápio do dia-a-dia do brasileiro. “Pouco a pouco, estamos conseguindo”, comemora Weisberg. “Em 2007 o setor teve um crescimento de cerca de 18% em relação a 2006, e ultrapassou as 580 mil toneladas, com um faturamento de U/S$ 860 milhões”.

Segundo o presidente da ABIS, a grande tendência do setor aponta para a entrada definitiva do sorvete no rol dos alimentos lácteos. Além dos sorvetes tradicionais estão sendo desenvolvidas novas versões sem colesterol e lactose e os diet e Light, sorvetes Premium, à base de soja, sabores com frutas tropicais e embalagens menores. “Também estamos organizando uma plataforma de exportações desses produtos com sabores de frutas tropicais, que têm grande aceitação em outros países”, conta Weisberg.

Estudo recente da ABIS mostra que o sorvete é considerado um alimento completo, contendo proteínas, açúcares, gordura vegetal e/ou animal, vitaminas, cálcio, fósforo e outros minerais essenciais numa nutrição balanceada.

Quebra de paradigmas para aumentar o consumo - No Brasil o consumo per capita anual é de somente 4,0 litros, menos de um quinto do volume dos países nórdicos, como Finlândia, Dinamarca e Noruega, onde o consumo per capita de sorvete fica em torno de 20 litros por ano. Na Argentina este consumo é de 5 litros e no Chile, de 6,5 litros.

A proposta da ABIS é quebrar tabus e paradigmas. “As pessoas precisam desvincular o prazer de tomar sorvete somente aos dias de calor e sol. Esta atitude é, na verdade, uma limitação cultural e não real, pois o tempo mais frio não impede ninguém de tomar sorvetes. O setor de sorvetes no Brasil tem capacidade de atender o ano todo a mesma demanda que atende no verão, que atualmente representa 70% da nossa produção anual”, explica o presidente da entidade.

Este ano a ABIS modernizou os requisitos de certificação de seu Selo de Qualidade (SAQ), que passou a ser concedido também de acordo com a ISO 22000, a mais recente norma internacional na área de segurança alimentar, além das normas do Programa de Alimento Seguro - PAS (Boas Práticas de Fabricação, incluindo os POP`s, e o Sistema APPCC).

Com essa ampliação, as empresas já certificadas ou aquelas que pretendam adotar e certificar o seu sistema de acordo com o Selo ABIS, garantem ainda mais a segurança e qualidade de seus produtos. "O selo faz diferença, pois mostra que a empresa tem qualidade e está preocupada com o quesito segurança dos alimentos", diz o presidente da ABIS, Eduardo Weisberg.

O Selo ABIS de Qualidade foi criado pela Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes - ABIS - para certificar empresas cujo processo de fabricação segue as normas do Programa Alimentos Seguros - PAS, num primeiro momento e, agora, da ISO 22000. Proporciona a melhoria da segurança e da qualidade dos alimentos industrializados, que devem ser estendidas para o consumidor final através da conscientização sobre cuidados tanto na compra e no transporte para casa, quanto na conservação e cuidados durante a preparação (higiene e procedimentos) das refeições e na estocagem de sobras.

“Essa ação é uma segurança para o consumidor de que a produção de alimentos está totalmente livre de contaminação e segura para a saúde das pessoas. Estamos trabalhando para que as demais empresas do setor também adquiram esta garantia, adequando seus padrões aos da conformidade do Selo. É importante ressaltar que o mercado de sorvete está dentro do que estabelecem as normas mundiais de alimentação segura”, diz Weisberg.

Os associados que fazem parte do estande coletivo da ABIS, responsáveis pela distribuição de sorvetes, são: Saint Luiger, Sorvetes Jundiaí, Bariloche, Sorveteria Creme Mel, Rics Alimentos, Tarumã e Sorvetes Frutiquello.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira