Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/05/2008 - 06:54

Dicionário de Administração e Finanças


Nesta edição revista e ampliada do Dicionário de Administração e Finanças, o economista Paulo Sandroni analisa os conceitos numa perspectiva histórica. Desvenda suas origens tanto no que se refere ao Brasil como aos demais países, principalmente Japão e Estados Unidos. O livro traz vários verbetes em inglês, um conjunto de verbetes em japonês (romanizado) e, em menor escala, alguns em alemão, espanhol, francês, italiano e até mesmo latim.

Para cada entrada, Sandroni consultou uma grande variedade de livros e artigos, todos listados nas páginas finais do dicionário. Também pesquisou diversos sites, destacando-se o Wikipédia, os do Ministério da Fazenda, do Banco Central, do IBGE, do IPEA, e o sitio bibliográfico www.orientador.com.br, organizado pelo professor Dércio Garcia Munhoz. Não deixou de lado as bibliotecas, como a Karl Boedecker, da FGV de São Paulo, a Biblioteca Municipal Mário de Andrade e a Biblioteca da Pontifícia Universidade de São Paulo.

Uma obra de inestimável valor, o Dicionário de Administração e Finanças é indispensável para estudantes e profissionais de economia, finanças, administração e história, bem como a todos os que desejam compreender as transformações por que passa o Brasil e o mundo. "É também importante para profissionais de economia, de ciências contábeis e atuariais, de ciências sociais, de jornalismo, de relações internacionais, de propaganda e marketing, de direito, tendo um sentido bem amplo", explica o autor.

Fugindo de jargões e do "economês", Sandroni redigiu os verbetes em linguagem simples e esclarecedora, perfeitamente acessível aos leigos. Uma das únicas obras de referência no género editadas no Brasil, o Dicionário de Administração e Finanças é um volume fundamental em qualquer biblioteca.

Paulo Sandroni nasceu em 1939 em São Paulo, capital. Formou-se em Economia em 1964, pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo. Entre 1965 e 1969 lecionou na Faculdade de Economia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Rio Claro (SP). A partir de 1970 trabalhou na Universidade do Chile e na Universidade de Los Andes, na Colômbia. É autor de Questão Agrária e Campesinato: a funcionalidade da pequena produção mercantil; Introdução à Economia: mercantilistas, Smith, Ricardo e Marx em sala de aula; Balanço de Pagamentos e Dívida Externa; Novo Dicionário de Economia ( Prémio Jabuti 1995), Karoshi o Jogo da Qualidade ( em colaboração com Luis Alberto Sandroni,), Traduzindo o Economês: para entender a economia brasileira na época da globalização; Novíssimo Dicionário de Economia f Prémio Jabuti 2000,), Dicionário de Economia do Século XXI, entre outros. Participou da equipe de consultores da coleção Os Economistas, tendo traduzido para o português a obra Princípios de Economia Política e Tributação de David Ricardo. Foi presidente da Companhia Municipal de Transportes Coletivos (CMTC) entre 1990 e 1992, e Secretário Adjunto da SAF (Secretaria de Administração Federal) em 1993. Leciona na Escola de Administração de Empresas e na Escola de Economia da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo. É Fellow do Lincoln Institute of Land Policy de Cambridge (Estados Unidos) e diretor da Sandroni Consultores. | Editora Record | 524 páginas | Preço: R$ 65,00 | Formato: 18 x 23 cm | ISBN: 978-85-01-07868-1

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2018 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira