Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

06/03/2021 - 07:58

Apresenta® pede planejamento efetivo para as atividades do setor


Restrições que tem início no dia 05 de março (sexta-feira), deixaram setor de mãos atadas e sofrendo mais uma vez com fechamentos não previstos. antecipação de anúncio de medidas pode ajudar na reorganização e minimização de mais perdas do segmento.

Apresenta® entende que a pandemia de Covid-19 traz números alarmantes e que o momento no país é muito sensível, trazendo uma necessidade de avaliação de inúmeros cenários. Para a associação, um ponto é certo e comum com os governantes: a saúde da população deve estar em primeiro lugar, por isso apoia as ações dos governos quais sejam as necessárias no combate a Covid-19. Mas esta semana, o anúncio das novas medidas restritivas no Rio de Janeiro, pegou todos de surpresa.

De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Apresenta®, o Rio de Janeiro vem num avanço positivo dos índices da doença, e o decreto gerou mais uma movimentação desnecessária no setor, que segundo ele foi um dos mais atingidos pela crise de saúde.

— Esta decisão nos pegou totalmente de surpresa. Não esperávamos que isso acontecesse neste momento. O setor de entretenimento e eventos, tem seguido os mais rigorosos protocolos de segu- rança, e com as medidas de um dia para o outro ficamos sem qualquer tempo de planejamento. O segmento já foi duramente atingido pelos efeitos da pandemia e que clama que os projetos formais não sejam penalizados por aqueles que não cumprem as medidas obrigatórias. Estamos pagando uma conta cara por quem não cumpre as regras — reforça.

Neste momento, a Apresenta® busca soluções junto aos Parlamentos para ajudar o setor na sua recuperação e tem dialogado continuamente com a Prefeitura do Rio de Janeiro quanto com o Governo do Estado do Rio de Janeiro. Por isso mesmo, não faz sentido uma decisão desproporcional agora.

— Acredito que juntos possamos encontrar soluções mais efetivas e justas. Se seguirmos desta for ma, mais empresas vão quebrar e o problema maior para os trabalhadores não será mais o Vírus, mas a fome e o desemprego. O setor não conseguirá suportar uma nova onda de fechamentos como vivemos no ano passado—.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira