Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

11/02/2021 - 08:33

ExoMars descobre novo gás e rastreia perda de água em Marte


O sal marinho incorporado na superfície empoeirada de Marte e elevado à atmosfera do planeta levou à descoberta de cloreto de hidrogénio — a primeira vez que a ESA-Roscosmos ExoMars Trace Gas Orbiter detetou um novo gás. A aeronave está também a fornecer novas informações sobre como Marte está a perder água.

Uma das principais buscas na exploração de Marte é a procura de gases atmosféricos ligados à atividade biológica ou geológica, bem como a compreensão do inventário de água passado e presente do planeta, para determinar se Marte poderia ter sido habitável e se algum reservatório de água poderia ser acessível para exploração humana futura. Dois novos resultados da equipa ExoMars, publicados no dia 10 de fevereiro (quarta-feira), na Science Advances, revelam uma classe química inteiramente nova e fornecem mais informações sobre as mudanças sazonais e as interações superfície-atmosfera como forças motrizes por trás das novas observações.

Uma nova química: — Descobrimos, pela primeira vez, o cloreto de hidrogénio em Marte. Esta é a primeira deteção de um gás halogénio na atmosfera de Marte e representa um novo ciclo químico a ser entendido — disse Kevin Olsen, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, um dos principais cientistas da descoberta.

— A descoberta do primeiro novo gás vestigial na atmosfera de Marte é um marco importante para a missão Trace Gas Orbiter — disse Håkan Svedhem, cientista do projeto ExoMars Trace Gas Orbiter da ESA. — Esta é a primeira nova classe de gás descoberta desde a alegada observação do metano pela Mars Express da ESA em 2004, o que motivou a busca por outras moléculas orgânicas e culminou no desenvolvimento da missão Trace Gas Orbiter, para a qual a deteção de novos gases é um objetivo principal—.

O aumento do vapor de água contém pistas sobre a evolução do clima — Além de novos gases, a Trace Gas Orbiter está a refinar a nossa compreensão de como Marte perdeu a sua água -— um processo que também está ligado a mudanças sazonais.

Acredita-se que a água líquida tenha fluído pela superfície de Marte, como evidenciado nos numerosos exemplos de antigos vales secos e cannais de rios . Hoje, está principalmente presa nas calotas polares e enterrada do subsolo . Marte ainda hoje está a perder água, na forma de hidrogénio e oxigénio que escapa da atmosfera.

Compreender a interação dos reservatórios portadores de água em potencial e o seu comportamento sazonal e de longo prazo é a chave para compreender a evolução do clima de Marte. Isto pode ser feito através do estudo do vapor de água e da água “semipesada” (onde um átomo de hidrogénio é substituído por um átomo de deutério, uma forma de hidrogénio com um neutrão adicional).

Os dados da ExoMars coletados entre abril de 2018 e abril de 2019 também mostraram três casos que aceleraram a perda de água da atmosfera: a tempestade de poeira global de 2018, uma tempestade regional curta, mas intensa, em janeiro de 2019 e libertação de água da calota polar sul durante os meses de verão ligada à mudança sazonal. Digno de nota é uma nuvem de vapor de água crescente durante o verão do sul que potencialmente injetaria água na alta atmosfera numa base sazonal e anual.

Futuras observações coordenadas com outras aeronaves, incluindo a Maven da Nasa, que se concentra na alta atmosfera, fornecerão perceções complementares para a evolução da água durante o ano marciano.

Perfil da Agência Espacial Europeia — A Agência Espacial Europeia (ESA) fornece a porta de entrada da Europa para o espaço.

A ESA é uma organização intergovernamental, criada em 1975, com a missão de moldar o desenvolvimento da capacidade espacial da Europa e garantir que o investimento no espaço traz benefícios aos cidadãos da Europa e do mundo.

A ESA é composta por 22 Estados-Membros: Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, Espanha, Suécia, Suíça e o Reino Unido. A Eslovénia e Letônia são membros associados.

A ESA estabeleceu uma cooperação formal com seis Estados-Membros da UE. O Canadá participa de alguns programas da ESA sob um Acordo de Cooperação. | www.esa.int

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira