Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

02/02/2021 - 09:22

Furto de software: cada vez mais comum

Não são apenas casos de furto de dados que estão preocupando as empresas. Isso acontece há muito tempo, mas agora, à medida em que software se torna algo cada vez mais importante e valioso, tem vindo à tona mais casos de furto de aplicativos inteiros.

Neste momento, a Tesla está processando um ex-funcionário por supostamente roubar informações. A empresa diz que o engenheiro de software, Alex Khatilov, furtou arquivos de sua rede interna relacionados ao seu ERP Warp Drive, usado para automatizar processos de negócios.

A empresa alega no processo que Khatilov, um dos poucos funcionários com acesso a esses arquivos, copiou-os para sua conta pessoal do Dropbox. Khatilov inicialmente disse que não se lembrava de ter feito isso; mais tarde, disse em entrevista ao New York Post que havia copiado cerca de 26 mil arquivos "sem querer" e que só soube que estava sendo processado quando o jornal o contatou.

A Tesla tem ido frequentemente à justiça para proteger sua propriedade intelectual; em dezembro passado a empresa fez um acordo judicial com seu ex-funcionário Martin Tripp, que admitiu ter vazado informações confidenciais para um repórter.

Em 2019, a empresa processou a startup Zoox, hoje de propriedade da Amazon, acusando quatro funcionários da Zoox - que haviam trabalhado anteriormente na Tesla - de terem se apossado de documentos confidenciais. Esse caso foi resolvido, também na justiça, em abril passado, com a startup admitindo que "alguns de seus contratados" estavam de posse de documentos da Tesla, a quem pagou uma indenização.

Ainda está em andamento ação judicial da Tesla contra seu ex-funcionário Guangzhi Cao, que deixou a empresa para ingressar na chinesa Xiaopeng Motors, levando consigo documentação relativa ao piloto automático dos carros da Tesla. O acusado admitiu que fez o upload do material em sua conta no iCloud, mas nega que tenha cometido qualquer crime ou favorecido seu novo empregador...

Casos como esses mostram que segurança digital deve ser uma das preocupações centrais de qualquer organização; não se pode esquecer que os bandidos estão sempre um passo à frente.

. Por:Vivaldo José Breternitz, Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira