Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

04/09/2020 - 08:46

Chineses vendem celulares com malware pré-instalado

A empresa chinesa Transsion está sendo acusada de vender celulares em que já vinha instalado um malware que faz com que seus usuários se tornem assinantes de serviços sem que os solicitem.

A Upstream, uma empresa dedicada à prevenção de fraudes digitais, informou ter encontrado software desse tipo em pelo menos 53 mil telefones produzidos pela empresa chinesa e vendidos na África, especialmente em países mais pobres, como Etiópia, Camarões e Gana.

Segundo a empresa, a Transsion está explorando as pessoas mais vulneráveis, menos esclarecidas, que tem dificuldade para descobrir pelo que estão pagando e, se o conseguem, tem mais dificuldades ainda para cancelar essas assinaturas. A Upstream disse também que encontrou software suspeito em mais de 200 mil outros telefones produzidos pela empresa chinesa, quase todos da marca Tecno.

A Transsion, que é a líder de vendas de celulares na África, declara-se inocente, alegando que o malware foi instalado depois que os aparelhos deixaram a fábrica e recomenda aos compradores que, em caso de problemas, dirijam-se às suas autorizadas para providências.

Esta não é a primeira vez que fabricantes chineses sofrem acusações como essa: no início deste ano, outra empresa dedicada à prevenção de fraudes digitais, a Malwarebytes, anunciou ter descoberto malwares similares pré-instalados em outros celulares chineses, os UMX U686CL, aparelhos de baixo custo que são fornecidos pelo governo americano a famílias de baixa renda, com preços subsidiados.

Aqueles que tomam conhecimento desses fatos devem estar pensando que Trump não está tão errado ao brigar com as empresas chinesas...

. Por: Vivaldo José Breternitz, Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira