Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/08/2020 - 10:13

O papel social da tecnologia em um mundo com Covid-19

Cada vez é mais evidente o papel que as empresas desempenham para impulsionar a sustentabilidade e seus efeitos na construção de uma sociedade melhor. Muitas companhias já consideram o desenvolvimento sustentável um âmbito de gestão prioritário e, com isso, unem o compromisso com a geração de lucro à responsabilidade social.

Especialmente neste momento de pandemia, empresas de diferentes portes e segmentos têm se mobilizado para mostrar, na prática, o que estão fazendo para contribuir com a sociedade. Gerar impacto real não é tarefa fácil, mas muitas têm investido de forma significativa nisso, a fim de deixar um verdadeiro legado para o pós-pandemia.

Para realizar essa atividade, companhias têm explorado diariamente novos recursos capazes de ajudá-las a atravessar a tormenta. E nesse caminho, a transformação digital exerce um papel de destaque. Ou seja, empresas estão se empoderando dos benefícios que o mundo digital oferece para aquilo que, na minha opinião, é a sua verdadeira vocação: melhorar a vida das pessoas e a maneira como elas se relacionam com o entorno.

Neste contexto, a pandemia tem levado empresas a canalizarem energia para minimizar os efeitos da crise e com isso estamos presenciando uma grande onda de pensamentos criativos, de quem está interessado em fazer a diferença. Especificamente no universo das companhias TI, são muitas as ações que tem sido impulsionadas para promover melhores condições sociais e diminuir a brecha digital, como os mais de 9 mil tablets entregues a crianças em situação de vulnerabilidade social na Espanha e América Latina, a doação de celulares para facilitar a comunicação de idosos com suas famílias no Chile, e a doação de um portal solidário para automatizar arrecadações na Paraíba, são alguns exemplos praticados “dentro de casa” recentemente.

Isso sem mencionar os benefícios que a transformação digital trouxe para preservar a saúde financeira de pequenas e médias empresas, além de colaborar com setores duramente atingidos pela pandemia. Soluções capazes de transformar a maneira como as pessoas fazem turismo, softwares que trazem a experiência de compra do mundo físico para o digital e aplicações para tornar as cidades cada vez mais inteligentes atingem um ponto crucial do desenvolvimento social: a preservação de empregos, garantindo a sobrevivência de famílias em todo o mundo.

No âmbito da saúde, nunca presenciamos uma evolução tão rápida em termos de diagnósticos e perspectivas de tratamentos para a doença. Observamos grandes empresas investindo de forma massiva na pesquisa de soluções capazes evitar novas mortes e garantir a nossa sobrevivência.

A pandemia escancarou a nossa necessidade de maturidade digital e acredito que este seja um caminho sem volta. Vemos que talvez o vírus esteja nos forçando a usar a tecnologia como sempre deveria ser usada – para nos conectar e nos impulsionar a compartilhar informações e recursos, criar soluções coletivas para problemas urgentes.

É a versão saudável e humana da cultura digital que costumamos ver apenas nos comerciais de TV, onde a terceira idade usufrui da comodidade do internet banking, pessoas distantes se reúnem no ambiente digital para comemorar uma data importante, comunidades se mobilizam para levar conhecimento e solidariedade aos que mais necessitam.

É possível que esse boom no comportamento pró-social seja temporário, mas também é possível que, depois de passar anos usando tecnologias que pareciam nos separar, a crise do coronavírus esteja nos mostrando que a tecnologia pode fazer muito mais do que gerar eficiência e produtividade. Se antes temíamos o avanço tecnológico, hoje dependemos dele para unir forças rumo à formação de uma sociedade melhor.

. Por: Fabiana Rosa, Gerente de Comunicação e RSC da Indra no Brasil

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira