Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

30/07/2020 - 08:32

Nascemos negociadores

Ao longo da minha carreira conheci inúmeros empresários de todos os níveis, alguns com um feeling incrível para negociar, outros, um pouco mais tímidos nesse aspecto, e, dentre esses, pessoas que se sentem, inclusive, incomodadas com o termo “negociador”, enxergando a situação como algo pejorativo.

O que passa despercebido entretanto, é que estamos em constantes negociações, seja para decidir o almoço com um amigo, os pratos de um jantar em família, a escolha de um filme ou série, pedidos de descontos em lojas, até mesmo a obediência dos nossos filhos... Ser negociador está no nosso DNA.

Por que então, alguns perdem esse feeling? Sou mãe de duas meninas pequenas, com 6 e 4 anos. Ao passo que elas crescem e vão compreendendo as “manobras” do que precisa ser feito ou dito para conseguirem o que querem, fica obviamente claro que nascemos negociadores.

Dentre vários episódios, essa semana presenciei uma negociação entre minhas filhas.

Temos o costume de cada noite, intercaladamente, eu me deito com uma delas, conto uma história e elas dormem. A mais nova, por ser a caçula, em sua hábil inteligência, se aproveita dessa posição de “o bebê da casa”, pedindo mais atenção e presença, sempre justificando que é muito pequena para dormir sozinha.

A mais velha gosta de comandar as brincadeiras, onde ela é a professora e os demais são alunos, ela é a dona da loja de roupas e os demais clientes, ela é a empresária e os demais colaboradores, ela é a chef de cozinha e os demais frequentadores do restaurante. Mas ainda assim, de forma insistente, a mais nova por vezes quer ocupar essa posição de liderança, ameaçando não brincar mais.

Então... cheguei do trabalho, disse que tomaria um banho rápido e sugeri que preparassem algo para brincarmos juntas. Elas ficaram discutindo o que seria, foi então que a caçula sugeriu: “Já sei! Vamos brincar de restaurante”!!

Nessa turbulência toda, ouvi uma negociação delas onde a pequena dizia: “Tata, eu tô tão feliz de você ter montado esse restaurante lindo! Porque você lembra que hoje é o MEU dia de ser a chef né?!”

A mais velha olhou bem chateada e disse: “Mas justo hoje que a mamãe vai ser minha cliente! E fui eu que montei tudo!”

Essa foi a deixa! Estrategicamente, a pequena disse: “Ah tata, que pena, porque é minha vez mesmo, mas eu não gosto de ver você triste, então eu deixo você ser a chef!!!” A mais velha ficou radiante!!!

Mas.... em uma fração de 3 segundos (tempo em que a mais velha abraçava a mais nova pra agradecer e comemorar), a mais nova soltou o verbo da negociação, extremamente sorridente e ainda em clima de comemoração: “Eu deixo você ser a chef porque hoje é seu dia da mamãe contar a história e ficar na sua cama até você dormir, mas sei que você vai deixar ela ficar na minha cama comigo”!

A mais velha fez uma cara de surpresa e sem saber como reagir disse: “Tá bem”.

Vendo essa cena ficou claro que a negociação está em tudo. O objetivo da caçula não era ser a chef, era dormir com a mãe. Então ela criou a oportunidade sugerindo a brincadeira que a irmã ama, esperou o momento certo, e a usou a seu favor.

As crianças nos ensinam muito! Pense... algo que parecia impossível, pois temos regras claras em casa de divisões (exceto quando uma delas permite a mudança), para ela não foi. Ela sabe o quanto a irmã ama liderar e soube usar esse ponto para conseguir algo que queria.

Agora a parte triste disso tudo é que conforme crescemos, ao longo do tempo, muitos perdem essa sagacidade, essa persuasão e esse poder de criar para mudar o impossível.

Então, sem me alongar, até porque a experiência ensina por si só, procure observar as situação, se tiver filhos, observe-os, eles nos ensinam mais do que os ensinamos, e, principalmente, não espere as oportunidades surgirem, crie suas próprias oportunidades e saiba usá-las a seu favor!

. Por: Daniela Quintana, jornalista especialista em estratégias de posicionamento, acumula mais de 20 anos de vivência em marketing, assessoria de imprensa e comunicação no setor de Tecnologia. Assessorou por 17 anos a área de comunicação corporativa e marketing da multinacional TOTVS. Possui trabalhos fotográficos premiados, projetos reconhecidos em marketing e endomarketing e inúmeros textos publicados. | [email protected]

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira