Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

07/07/2020 - 08:15

Neoenergia avança em projeto pioneiro de gestão de redes elétricas para distribuidoras

Sistema desenvolvido em parceria com a Siemens será instalado nas quatro concessionárias da companhia, beneficiando mais de 14 milhões de clientes até 2022.

A Neoenergia está implantando o Projeto SISCON, que irá desenvolver o novo Sistema de Controle da empresa, unindo tecnologia e mudança de processos para aprimorar a gestão das redes elétricas de suas concessionárias – Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP/MS) –, beneficiando mais de 14 milhões de clientes. Para isso, irá utilizar o sistema Spectrum Power, da Siemens, também adotado por sua controladora, a espanhola Iberdrola, em iniciativa global que envolve cerca de 40 colaboradores de diversos países, como Brasil, Espanha, Áustria e Alemanha. Quando a implantação for concluída, em 2022, a Coelba, por exemplo, terá a maior solução de Sistema de Gerenciamento Avançado da Distribuição (ADMS, na sigla em inglês) em volume de dados entre as distribuidoras de energia elétrica do mundo.

“Vamos transformar toda a operação da nossa rede, mudando, além do sistema, processos, tecnologia e até a forma de trabalhar. O projeto já nasce seguindo as melhores práticas de cibersegurança, com servidores hiperconvergentes de alta capacidade de processamento, uma solução de nuvem privada de última geração, alinhada com nossa missão de distribuir energia com alta qualidade e disponibilidade”, diz Heron Fontana, superintendente de smart grids da Neoenergia.

Os sistemas de gestão de ativos e GIS utilizados atualmente pela Neoenergia serão integrados ao Spectrum Power, permitindo assim maior controle na operação das redes elétricas. A plataforma é capaz de analisar e controlar os níveis de carga e tensão em todos os pontos da rede e, em caso de falhas, promover o self healing, ou seja, a recomposição automática.

A solução irá trabalhar de forma integrada ao sistema de mobilidade em campo já utilizado pela companhia – ClickSoftware – e poderá acionar as equipes de maneira ainda mais eficiente, considerando capacitação e localização, dando agilidade e refinando a qualidade do serviço. Com o SISCON, estima-se redução de 2,5% no DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora), indicador estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Solução de última geração — A implantação do SISCON, que envolve outras melhorias e novos sistemas além do Spectrum Power, é inédita em âmbito global e demanda uma infraestrutura extremamente robusta. O projeto começou em 2018 e está em fase de desenvolvimento e preparação da infraestrutura de data center e dos centros de operações das distribuidoras. A solução será completamente implantada nas distribuidoras do grupo entre 2021 e 2022.

Para viabilizar o funcionamento do Spectrum Power, o sistema será implantado em dois data centers em cada distribuidora. Haverá também a modernização de toda a infraestrutura de rede de tecnologia de informação que permitirá a comunicação eficaz com os demais sistemas, dispositivos e equipes em campo.

“A Siemens acredita que, além de permitir melhor gestão dos dados gerados pela Neoenergia,, contribuirá para uma distribuição de energia mais confiável e segura para a população”, diz Sérgio Jacobsen, CEO da Siemens Smart Infrastructure.

Redes inteligentes — A principal vantagem do Spectrum Power é garantir mais eficiência às operações das concessionárias, por meio do uso de tecnologias de redes inteligentes (smart grids, no termo em inglês). “Ter inteligência no sistema para tomada de decisões garante mais disponibilidade no fornecimento de energia, principal objetivo do projeto. Em momentos críticos, com chuvas e ventos intensos, o sistema faz toda a diferença pela capacidade de tomar decisões com agilidade e sempre de forma estruturada, mesmo tendo grandes volumes de ocorrências simultâneas”, afirma José Luiz França, gerente de sistemas de tempo real e responsável pelo projeto na Neoenergia.

A Neoenergia tem como prioridade o investimento na digitalização das redes e da operação. Além do projeto SISCON, outro exemplo é Energia do Futuro, que está transformando a região de Atibaia, em São Paulo. Serão instalados, até o fim de 2020, 75 mil medidores inteligentes, que permitirão o acompanhamento diário do consumo pelos clientes, além de sensores e 140 equipamentos religadores, que funcionam com o sistema AIR (Automação Inteligente de Redes) para o self healing. A iniciativa conta ainda com a primeira rede 4G privada na América Latina .

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira