Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

12/05/2020 - 08:53

Já é possível integrar Programa de Assistência ao Empregado


E ferramenta de gestão da saúde.

Nunca se falou tanto em saúde mental. Nunca estivemos tão preocupados com o equilíbrio emocional e financeiro. Nunca se leu tanto sobre prevenção. Nunca a assistência social esteve tão em voga. Nunca a solidariedade se fez tão necessária. São várias barreiras de “nuncas” sendo quebradas com a pandemia do novo coronavírus. E cabe às empresas um importante papel nesse cenário: o de zelar pela saúde física, mental, emocional, financeira e assistencial de seus colaboradores e familiares.

Os Programas de Assistência ao Empregado (EAP) são um alicerce importante para ajudar nesse desafio que o ambiente corporativo mundial enfrenta. Mas era preciso mais. Era preciso uma solução que contemplasse os recursos do EAP de forma dinâmica, integrando todos os dados ao sistema de gestão da saúde dos colaboradores. Unindo-se, portanto, as informações da parte clínica - o uso do plano de saúde, acompanhamentos de doenças crônicas, etc. – ao atendimento realizado nas várias esferas do EAP.

Foi o que fizemos na Carelink. Com isso, o cliente consegue ter uma visão holística de seu colaborador, tendo condições de auxiliá-lo muito mais. Por exemplo, muitas vezes o diabetes é agravado por uma situação de estresse que a pessoa está vivendo em casa, nesse período de isolamento. Mas só saberemos disso se alguém ouvir esse colaborador, se prontificar a ajudá-lo, orientá-lo. Lembrando que tudo respeita o sigilo da relação médico-paciente.

Nosso EAP está pautado em quatro pilares de assistência: jurídica, social, financeira e psicológica. As três últimas são de longe as mais procuradas atualmente. Os atendimentos são realizados por profissionais de cada área, como consultores financeiros, coaches, assistentes sociais e psicólogos. O formato respeita o isolamento social, portanto as conversas acontecem por telefone (0800) ou chamada de vídeo.

Os benefícios são muitos, tanto para o colaborador quanto para a empresa. Para o primeiro, demonstra o quão importante é para a corporação, permite que cuide de sua família nesse momento de tantos receios, oferece uma sensação de pertencimento e de ser acolhido diante das incertezas atuais e futuras.

Para o gestor de RH, representa uma ferramenta a mais para conhecer e auxiliar seu colaborador, fornecendo a ele condições para que desempenhe suas funções de forma plena. E a integração com os sistemas da empresa, garante ainda que medidas preventivas possam ser tomadas em nível organizacional.

. Por: Francisco Vignoli, médico e sócio-diretor da Carelink [http://carelink.com.br], empresa especializada na gestão da saúde e logística de informações médicas.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira