Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

14/11/2019 - 08:12

Brasil pode dobrar a modernização dos pontos de luz em 2020


Eduardo Gurevich, presidente da ABCIP e Daniel José Justi Bego, especialista da Aneel)

O lançamento do Panorama da Participação Privada no Setor do Brasil e a regulamentação do uso da telegestão para o faturamento do consumo de energia na iluminação pública pela Aneel foram informações divulgadas no Fórum Internacional de Tecnologia em Iluminação Pública, da Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Iluminação(ABCIP).

São Paulo — Em 2020, o número de pontos de iluminação pública (IP) modernizados no Brasil pode dobrar com a aprovação de 11 projetos que estão sendo estruturados pelo FEP Caixa — Fundo de Apoio à estruturação de Projetos de Concessão e PPP, que totalizarão investimento em torno de R$ 700 milhões.

Essa informação foi dada por Rodrigo Ramiro, do Ministério de Desenvolvimento Regional, na abertura do Fórum Internacional de Tecnologia em Iluminação Pública, organizado pela Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Iluminação(ABCIP), que contou com mais de 120 profissionais do setor, entre eles, representantes de empresas nacionais e estrangeiras fornecedoras de sistemas digitais, de concessionárias privadas de IP e de órgãos de regulação (Aneel, Inmetro, ABNT). “Como a taxa de mortalidade de projetos de PPP de iluminação pública era muito alto devido à falta de qualidade das propostas, o FEP Caixa entrou na estruturação,” diz Rodrigo Ramiro. “Essa modernização do parque de IP é importante para melhoria da segurança pública nas cidades brasileiras”.

Rodrigo Ramiro (Ministério do Desenvolvimento Regional)

Outra novidade é que a Aneel está finalizando consulta pública para embasar o aprimoramento da regulamentação do uso da telegestão para faturamento do consumo de energia na IP, que deverá ser consolidada no Manual de Operacionalização, a ser lançado até início de 2020.

Para Daniel Bego, especialista da Agência Nacional de Energia Elétrica(Aneel), é um direito dos municípios brasileiros alcançar a eficiência energética na iluminação pública. “A maioria dos 18 milhões de pontos (luminárias) instalados nas ruas brasileiras não têm medição do consumo de energia elétrica, cujo gasto é faturado por estimativa,” diz Daniel Bego. “Economizar energia é importante para municípios, assim como tem sido para os cidadãos. A melhor forma de fazer é medindo exatamente o que a rede de IP consome. A tecnologia está aí para isso”.

Ao apresentar o Panorama da Participação Privada no Setor de Iluminação Pública, que traz os números do setor, Eduardo Gurevich, presidente da ABCIP, disse que o setor está efervescendo: “A maioria dos projetos de PPP lançados no país são de iluminação pública, por isso chega a hora de reunir especialistas para analisar todos os aspectos do setor,” informa Gurevich. “É o momento de ver também o que o mercado tem a oferecer em termos de inovação tecnológica.”

Soluções tecnológicas de telegestão para faturamento do consumo de energia na rede de IP e dimerização das luminárias utilizadas em cidades da Europa, da Ásia, da Oceania e do continente americano foram apresentadas no Fórum. Sistemas e equipamentos digitais criados pelas empresas Telensa, ST Engineering, Logicalis, High Trend estão gerando mais de 60% de economia de energia elétrica em vários países do mundo.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: