Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

20/08/2019 - 08:44

Vendas do Grupo Danfoss cresceram 4% no 1S19

Danfoss continua a impulsionar altos investimentos em inovação e adquiriu tecnologia de eletrificação.

No primeiro semestre de 2019, as vendas do Grupo Danfoss atingiram 3,2 bilhões de euros, um aumento de 125 milhões de euros em relação ao mesmo período do ano anterior. O crescimento foi impulsionado pela demanda por soluções com baixo consumo de energia e baixas emissões na Europa e na América do Norte, enquanto a China foi impactada pela desaceleração econômica - que também se espalhou para a Europa e América do Norte no final do segundo trimestre. Os lucros da Danfoss (EBIT) somaram 351 milhões de euros, o que está próximo dos resultados muito fortes do primeiro semestre do ano passado, quando ajustados pelos ganhos do desinvestimento do ano passado do negócio de bombas de calor Thermia. A margem EBIT foi de 11,1%.

“Entregamos um forte desempenho em um mercado cada vez mais rigoroso. Fornecemos uma ampla gama de tecnologias e soluções, que desempenham um papel crucial na solução da mudança climática. Ao mesmo tempo, as soluções de eficiência energética e baixa emissão avançaram muito. No entanto, a incerteza criada pelo conflito comercial entre EUA e China e outros conflitos geopolíticos se espalhou para o resto do mundo, e estamos preparados para uma economia global entrando em uma fase de pouco ou nenhum crescimento, onde o crescimento do mercado pode se tornar negativo nas indústrias mais cíclicas”, explica Kim Fausing, presidente e CEO da Danfoss.

Os primeiros seis meses de 2019 do Grupo Danfoss foram caracterizados por um forte foco contínuo no desenvolvimento e no fortalecimento dos quatro negócios principais, mais evidente por meio do investimento de 140 milhões de euros em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos - um aumento de 11% em relação ao ano passado.

“Continuaremos a investir para fortalecer a Danfoss em longo prazo e assegurar o crescimento futuro. Esse é o núcleo de nossa estratégia, a maneira como podemos permanecer na vanguarda e ser o parceiro tecnológico mais atraente para nossos clientes”, acrescenta Kim Fausing.

Em julho, a Danfoss concluiu a aquisição da empresa americana UQM Technologies, fornecedora líder de sistemas de propulsão para veículos elétricos comerciais e fora-de-estrada. Com a crescente demanda por soluções elétricas, a Danfoss investiu pesadamente nessa área e hoje é líder mundial em soluções elétricas para veículos e embarcações marítimas.

“O mundo entrou em uma transformação digital e elétrica com um forte foco em sustentabilidade que mudará fundamentalmente nossos sistemas de energia e a forma como a usamos. As coisas estão se movendo rapidamente nessas áreas e, para permanecer na vanguarda, estamos atualmente investindo em inovação e adquirindo novas tecnologias”, conclui Kim Fausing.

Principais números do primeiro semestre de 2019: As vendas cresceram 4%, para 3,166 bilhões de euros (primeiro semestre de 2018: 3,041 bilhões), correspondendo a um crescimento de 2% em moeda local.

O lucro operacional (EBIT) totalizou 351 milhões de euros (primeiro semestre de 2018: 370 milhões). A margem EBIT foi de 11,1% (primeiro semestre de 2018: 12,2%).

O lucro líquido do primeiro semestre foi de 242 milhões de euros (primeiro semestre de 2018: 253 milhões).

Os gastos com inovação aumentaram 11% para 140 milhões de euros (primeiro semestre de 2018: 126 milhões), correspondendo a 4,4% das vendas (primeiro semestre de 2018: 4,1%).

Perspectivas para 2019 confirmadas — Conforme publicada no Relatório Anual de 2018, a perspectiva para 2019 é mantida: a Danfoss espera expandir ou manter sua participação de mercado, aumentando a rentabilidade medida como margem em comparação com o nível de 2018, após investimentos contínuos em digitalização e eletrificação.

No entanto, o risco associado às perspectivas aumentou devido ao atual ambiente geopolítico - em particular o conflito comercial em curso entre os EUA e a China e outros conflitos, que criaram um alto nível de incerteza que afeta negativamente o crescimento do mercado em setores cíclicos.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: