Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/08/2019 - 08:16

Osteoartrite em cães: os sintomas pioram no inverno


Durante os meses mais frios do ano, os músculos ficam mais contraídos, além disso ocorre o espessamento do líquido sinovial, responsável pela lubrificação das articulações, levando ao aumento da dor. Dieta balanceada e atividades físicas podem inibir o surgimento dessa doença. Aos cães que já sofrem de osteoartrite, o uso de medicamentos é essencial no tratamento

A osteoartrite é uma enfermidade crônica e degenerativa que promove desgaste das cartilagens e ossos das articulações, promovendo dor e inflamação da área afetada e diminuindo a amplitude de movimento. Acomete cães de todas as idades, sendo frequente em cães idosos, obesos e que sofreram lesões traumáticas ou tiveram complicações pós-operatórias de cirurgias ortopédicas, além dos que já têm predisposição genética. “Os cães podem suportar dores intensas sem demonstrar. Por isso, o tutor precisa estar atento aos mínimos sinais. Em caso de suspeita, ele deve levar o animal para uma avaliação que deverá ser realizada por um médico-veterinário”, orienta Jaime Dias, médico-veterinário e coordenador técnico da área pet da Vetoquinol.

O mais comum dos sintomas da osteoartrite é a dificuldade de se levantar, resultado da dor intensa nas articulações. “É comum, por exemplo, que ele manque quando sofre dessa enfermidade. Por não se movimentar como antes, há uma diminuição das atividades físicas, levando o cão a ganhar peso, o que já é outro sintoma a ser considerado”, explica Jaime Dias. O pet também pode ficar mais quieto, apático, irritado, sem interesse por passeios e brincadeiras.

Durante os meses mais frios do ano – normalmente, até o final de setembro –, os sintomas tendem a piorar divido a maior contração muscular e espessamento do líquido sinovial. Além disso, o frio desestimula o animal a se movimentar, diminuindo suas atividades físicas, que são práticas importantes para o controle dessa doença. Além da medicação recomendada por um médico-veterinário, Jaime Dias recomenda ao tutor “o uso de camas confortáveis, roupinhas, deixar os animais abrigados e longe do frio, chuva e locais úmidos”.

Como possível prevenção, o tutor deve controlar o peso do animal, tomar cuidados para que ele não sofra lesões e levá-lo com periodicidade ao médico veterinário para check-up. Porém, nos casos de predisposição genética não há como evitar o surgimento da osteoartrite nos cães. Independentemente da causa, o tutor deverá, portanto, buscar o melhor tratamento quando necessário, melhorando a qualidade de vida do pet.

Siga esse movimento — Dieta, atividades físicas, sessões de fisioterapia e hidroterapia são importantes durante o tratamento da osteoartrite e devem estar associadas ao uso das mediações prescritas pelo médico-veterinário. A Vetoquinol, uma das 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, coloca à disposição dos cães o anti-inflamatório Cimalgex, indicado para o tratamento da dor e inflamação associada à osteoartrite e manejo da dor pré e pós-operatória devido à cirurgia ortopédica ou tecido mole em cães. “Trata-se de um anti-inflamatório não esteroidal COX-2 seletivo e comercializado com a prescrição de médicos veterinários”, informa Jaime Dias. “Cimalgex é de fácil administração, pois além de ser palatável, possui a exclusiva tecnologia Vetabs, que permite maior divisibilidade dos comprimidos. Essa tecnologia é inédita no mercado pet. Quem tem cão em casa e já precisou medicá-lo em algum momento da vida sabe que é comum precisar partir os comprimidos para alcançar a dose correta. Com Vetabs, a divisão dos comprimidos em frações é muito fácil, oferecendo mais praticidade e conveniência aos tutores”.

Jaime Dias também indica o uso de suplementos alimentares como Flexadin Advanced. “É um suplemento alimentar com formulação única, à base de colágeno tipo II não hidrolisado o UC-II e vitamina E, nutriente com forte ação antioxidante, o que auxilia no tratamento da osteoartrite. Cães de todas as idades podem fazer uso. O suplemento promove qualidade de vida, devolvendo a flexibilidade e mobilidade ao cão, o que é importante para evitar o sobrepeso, um dos fatores de risco da osteoartrite”.

A Vetoquinol criou a campanha #SigaEsseMovimento, que objetiva incentivar a mobilidade e o bem-estar de cães, principalmente os mais propensos à osteoartrite. “Nosso objetivo é orientar os tutores sobre práticas cotidianas para o bem-estar dos seus cães e que podem inibir o surgimento dessa doença. Atividade física, alimentação saudável e uso de suplementos com Flexadin Advanced estão entre essas orientações”, reforça Jaime Dias.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: