Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

21/12/2018 - 07:39

Energisa leva mais um lote em leilão da ANEEL

E amplia atuação no segmento de Transmissão.

O Grupo Energisa arrematou hno dia 20 de dezembro (quinta-feira), sozinho, um lote no maior leilão de infraestrutura realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) nos últimos quatro anos. O Grupo levou o lote 4, entre a Bahia e o Tocantins, por R$ 62,8 milhões de receita anual permitida (RAP) frente ao valor máximo estabelecido pela agência, de R$ 116,06 milhões – isso representa um deságio de 45,84%. O empreendimento terá sinergia com a distribuidora Energisa Tocantins. O investimento total previsto pela ANEEL no lote arrematado será de aproximadamente R$ 700 milhões, valor que ainda poderá ser otimizado pela Energisa.

O lote 4, com 772 quilômetros, é composto por instalações situadas entre os estados de Tocantins e Bahia, incluindo três linhas de transmissão de 230 kV entre os municípios de Dianópolis, Gurupi, Palmas (TO) e Barreiras (BA), além de duas subestações de 500/230 kV e 150 MVA e 230/138 kV e 200 MVA. A estrutura servirá para escoar a energia proveniente da geração hidráulica e fotovoltaica da região e reforçar a confiabilidade do abastecimento da capital, Palmas. O prazo para conclusão das obras previsto pela ANEEL é de 60 meses, com entrada em operação comercial até março de 2024. A Energisa prevê antecipar a entrada em operação das instalações de transmissão. A agência calcula que a obra gere 1.398 empregos diretos.

“Esta é a nossa quarta incursão no segmento de transmissão e, mais uma vez, conseguimos arrematar um bom lote numa área com grande potencial e com sinergias com as nossas distribuidoras. Nossa estratégia é construir um portfolio de ativos de transmissão com planejamento adequado, que tragam benefícios para o desenvolvimento do mercado que servimos, que é cheio de oportunidades de crescimento”, afirma Maurício Botelho, vice presidente Financeiro do Grupo Energisa.

O executivo acrescenta que a companhia mantém constantemente a disciplina na alocação de capital e nas análises técnica e financeira realizadas para operações como essas. Para o leilão, a companhia firmou pré-contratos de EPCs (Engineering, Procurement and Construction Contracts), em modalidade “full turn key” e em condições adequadas a empreendimentos desta natureza.

Recente atuação no segmento — O Grupo Energisa entrou no mercado de transmissão no leilão realizado em maio do ano passado pela ANEEL, quando arrematou dois lotes. Adquirido por R$ 36,7 milhões de receita anual permitida (RAP), o lote 3, em Goiás, tem 272 quilômetros de extensão, e sua entrada em operação comercial está prevista para agosto de 2021. Posicionada numa área estratégica, a estrutura trará benefícios para a distribuidora Energisa Mato Grosso do Sul.

Já o lote 26, no Pará, fica numa área próxima à divisa com Mato Grosso e Tocantins, uma região de fronteira agrícola com alto potencial de desenvolvimento. O lote foi arrematado por R$ 46,3 milhões, e nele estão sendo construídas linhas que somam 592 quilômetros e que deverão entrar em operação comercial em fevereiro de 2022. Somando os dois lotes, o investimento previsto pela ANEEL é de mais de R$ 920 milhões. Este ano, a Energisa adquiriu mais ativos no setor. Desta vez, foi o lote 19, também no Pará, levado por R$ 33,5 milhões de RAP. Ele será interligado ao lote 26, gerando mais sinergias construtivas, operacionais e de manutenção entre os projetos.

Para atuar na área de transmissão, o grupo estruturou, em 2017, uma diretoria específica para tocar os projetos arrematados, que avançam de acordo com o cronograma. “Para executar e operar esses empreendimentos, nós contamos com mais de 100 anos de experiência no setor elétrico e no sucesso que obtivemos transformando distribuidoras e construindo projetos relevantes no setor”, diz o executivo.

Botelho reforça as perspectivas favoráveis de crescimento neste segmento. “O mercado de transmissão é estratégico para o nosso negócio. Seja pela previsibilidade de resultados e estabilidade que oferece, seja pelos benefícios para as nossas áreas de concessão de distribuição, que crescem com taxas acima da média do país. Há uma demanda reprimida e uma carência de investimentos que queremos suprir”, finaliza.

Grupo Energisa — Com 113 anos de história, o Grupo Energisa é um dos maiores do Brasil em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. O Grupo atende a 7,6 milhões de clientes — o que representa uma população atendida de quase 20 milhões de pessoas, em 862 municípios, em todas as regiões do Brasil. Com receita líquida anual de R$ 15,5 bilhões, o grupo gera aproximadamente 16 mil empregos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de TI e Call Center (Multi Energisa) e comercialização de energia (Energisa Comercializadora).

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: