Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

14/11/2018 - 07:28

Santos Brasil apresenta lucro líquido de R$ 9,1 milhões no 3T18


Ebitda atingiu R$ 60,7 milhões, com margem de 23,8%; movimentação de contêineres nos três terminais da companhia foi de 288.798.

São Paulo — A Santos Brasil apresentou lucro líquido de R$ 9,1 milhões no 3T18, revertendo prejuízo líquido de R$ 1,0 milhão no 3T17. No período, a receita líquida consolidada totalizou R$ 255,7 milhões, com crescimento de 23,3%.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 60,7 milhões, com margem de 23,8% e crescimento de 18,1%. O Ebitda pró-forma (R$ 40,0 milhões) cresceu 37,0%, com margem de 15,7%, e o Ebitda pró-forma recorrente (R$ 45,9 milhões) teve crescimento de 165,3%, com margem de 18,0%*.

Com baixa alavancagem, a Santos Brasil encerrou o 3T18 com um saldo de caixa de R$ 247,7 milhões e caixa líquido de R$ 38,9 milhões. No trimestre, os investimentos da companhia somaram R$ 11,5 milhões, sendo R$ 3,2 milhões no Tecon Santos e R$ 7,9 milhões no Tecon Vila do Conde.

De acordo com o diretor Econômico-Financeiro e de Relações com Investidores da Santos Brasil, Daniel Pedreira Dorea, o sólido resultado alcançado no 3T18 é reflexo de iniciativas bem-sucedidas de diversificação na prestação de serviços logísticos de maior valor agregado. Ele cita também a consolidação e o crescimento dos serviços de navegacão operados nos terminais da Companhia, a exemplo do serviço asiático da PIL no Tecon Santos, além da continuidade de um rígido programa de controle de custos e despesas operacionais e administrativas. "A Santos Brasil está preparada para acelerar o ciclo de investimentos e expansão de suas operações", afirma.

Resultado Operacional — A Santos Brasil apresentou crescimento de 21,1% na movimentação de cais em seus três terminais — Santos (SP), Imbituba (SC) e Vila do Conde (PA)—no terceiro trimestre de 2018, totalizando 288.798 contêineres. Nas operações de longo curso, que representaram 72,5% do total movimentado no 3T18, o volume de contêineres de importação apresentou crescimento de 5,2% e o de exportação subiu 30,0% em relação ao 3T17. As operações de cabotagem cresceram 1,4% e representaram 27,5% do volume total movimentado. As operações de transbordo (longo curso + cabotagem) responderam por 37,5% do total movimentado, com crescimento de 32,4%, fruto principalmente da sinergia entre as operações Maersk e Hamburg Sud no Tecon Santos.

O Tecon Santos movimentou 241.892 contêineres no 3T18, aumento de 18,2% em relação ao 3T17. A utilização anualizada da capacidade do Tecon Santos (2 milhões de TEU ao ano — twenty foot equivalent unit - unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) nos nove meses do ano foi de 72%. O market share da companhia no porto de Santos cresceu de 30,3% no 3T17 para 35% no 3T18. A recuperação da participação de mercado da companhia no porto em 2018 reflete, principalmente, o crescimento do serviço asiático da PIL, iniciado em fevereiro de 2018, e das operações de cabotagem, que passaram a operar navios maiores.

O Tecon Imbituba movimentou 19.991 contêineres no 3T18, volume 58,9% acima do 3T17. A movimentação de contêineres de longo curso, representada pelo serviço asiático ASAS, correspondeu a 38,3% do volume do terminal no 3T18. As operações de cabotagem corresponderam a 61,7% do total movimentado no terminal.

No Tecon Vila do Conde, o volume de contêineres movimentados cresceu 26,5% no 3T18, atingindo 26.915 unidades. Em setembro, o Tecon Vila do Conde alcançou recorde histórico de movimentação: 10.602 contêineres.

O volume de contêineres armazenados da Santos Brasil Logística aumentou 15,9% no 3T18, acompanhando o crescimento na importação no Tecon Santos.

O TEV movimentou 56.118 veículos no 3T18, volume 24,2% inferior ao 3T17, reflexo principalmente do arrefecimento das exportações para a Argentina.

Importante: com a nova metodologia contábil que a Companhia passou a adotar no primeiro trimestre de 2018 para o arrendamento dos terminais portuários, a Demonstração de Resultados sofreu alterações devido à mudança no tratamento do arrendamento operacional (off-balance) para financeiro — ou seja o Ebitda dos terminais portuários deixa de refletir as despesas com arrendamento pagas à autoridade portuária, antes representadas pela rubrica "Custos de Arrendamento e Infraestrutura". Para manter a análise comparativa com períodos anteriores, a companhia calculou o "Ebitda pró-forma", que equivale ao Ebitda calculado pelo método anterior. Ainda como consequência da nova metodologia contábil, houve incremento nas despesas de amortização do ativo intangível, impactando diretamente o resultado do exercício.

Perfil — A Santos Brasil é prestadora de serviços portuários e logísticos completos, do Porto à Porta. Listada no Novo Mercado da B3, é referência na operação de contêineres no Brasil. Foi criada há 20 anos para operar o Tecon Santos (SP), maior terminal da América do Sul, e já investiu R$ 4,8 bilhões, calculados a valor presente, em aquisições, expansões, novos equipamentos, tecnologia e recursos humanos. Antecipando-se ao crescimento do fluxo de comércio internacional, a Santos Brasil colaborou significativamente para aumentar a capacidade logística portuária do País.

Além do Tecon Santos, a companhia opera mais dois terminais de contêineres – Vila do Conde (PA) e Imbituba (SC), um terminal de carga geral (TCG Imbituba) e um terminal de veículos (TEV) no Porto de Santos. Conta também com uma operadora logística, a Santos Brasil Logística, que atua de forma integrada aos terminais viabilizando o atendimento ao cliente em todas as etapas da cadeia logística do porto até o transporte e distribuição.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: