Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/06/2018 - 07:16

Locadoras do Rio compraram 1.833 veículos novos no último ano


Censo do setor de aluguel de carros mostra que, no estado do Rio, o setor foi o maior cliente das montadoras no ano passado.

Conforme pesquisa da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis(ABLA) — 842 empresas de locação de veículos operam atualmente no Rio de Janeiro. Juntas, essas locadoras emplacaram, no decorrer do ano passado, exatos 1.833 automóveis e comerciais leves, o que fez do setor de locação o maior cliente das montadoras no estado.

Dos 1.833 automóveis e comerciais leves comprados, 24,71% foram modelos da Volkswagen, seguida pela Chevrolet (General Motors) com 24,33% de participação nas compras anuais do setor. O terceiro lugar ficou com a Ford, com 20,19%. A Renault com 11,62% e a FCA (Fiat/Chrysler/Jeep) com 8,24% completam o ranking das cinco montadoras que mais venderam veículos para o setor de locação do Rio de Janeiro em 2017.

Em relação às compras por subsegmentos, a maior parte (32,35%) dos emplacamentos feitos pelas locadoras do Rio de Janeiro foi composta por "sedans pequenos" (Fiat/Cronos, Fiat/Siena, Ford/Ka Sedan, GM/Prisma, Renault/Logan, VW/Voyage). Em segundo e terceiro lugares ficaram os "veículos de entrada" (Fiat/Mobi, Fiat/Palio, Fiat/Uno, Ford/Ka, GM/Celta, Renault/Kwid, VW/Gol, VW/UP) e os "hatchs pequenos" (Fiat/Argo, Ford/Fiesta, Ford/Ka, GM/Onix, Renault/Sandero, VW/Fox, VW/Polo), ambos com com 20,68% do total de emplacamentos das locadoras cariocas.

Somadas as compras de veículos realizadas em 2017 aos seminovos das empresas de locação, a frota atual do setor no Rio de Janeiro atingiu 9.802 unidades. Paulo Miguel Junior, presidente do conselho nacional da ABLA, diz que em termos nacionais o setor de locação de veículos foi responsável por comprar 16,5% de todos os automóveis e comerciais leves vendidos em 2017 no Brasil. "As empresas de locação estão diretamente relacionadas com novas soluções de mobilidade urbana", diz Paulo Miguel.

No Rio de Janeiro, a terceirização (aluguel de frotas inteiras para empresas e órgãos públicos e também para empresas da iniciativa privada) é a principal responsável pelo faturamento das locadoras de veículos, com 60% de participação. O turismo de negócios (profissionais em viagens de trabalho) representa 16% do faturamento do setor no estado, seguido pelo turismo de lazer (pessoas físicas em viagens de férias), com 14%.

A ABLA utilizou dados estatísticos de frota fornecidos diretamente pelo SERPRO (Serviço Federal de Processamento de Dados). Trata-se de uma empresa autorizada pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e que é também a maior empresa pública de tecnologia da informação do mundo.

Empregos — Das 842 locadoras ativas no Rio de Janeiro, 557 alugam veículos sem motorista, enquanto 285 atuam prestando o serviço de aluguel incluindo o motorista. Juntas, essas empresas são responsáveis pela manutenção de 7.025 empregos diretos no estado, que representa 8,74% de todos os empregos diretos (80.378) mantidos pelas empresas de aluguel de veículos no Brasil. Por iniciativa da ABLA, os dados foram diretamente coletados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e do Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS).

Além do total de trabalhadores no Rio de Janeiro e no Brasil, a ABLA constatou que o tempo médio no emprego (rotatividade) dos profissionais nas locadoras de veículos cariocas é de 30 meses – equivalente à média nacional. O estado ocupa a 3ª posição no ranking brasileiro de empregos diretos mantidos por esse setor (veja a relação completa abaixo).

Brasil — O faturamento bruto com a locação de automóveis e comerciais leves no Brasil atingiu R$ 15,5 bilhões no ano passado, representando 12,3% de crescimento em relação a 2016. O número de empregos diretos atingiu 80.378, variação positiva de 4,93% em relação a 2016.

O número de locadoras subiu 2,52%, passando de 11.199 em 2016, para as atuais 11.482 empresas de locação de veículos ativas junto à Receita Federal, com automóveis e comerciais leves registrados junto aos órgãos competentes de Trânsito. O numero de usuários também registrou aumento (17,24%), saindo de 23,2 milhões em 2016 para 27,2 milhões durante todo o decorrer do ano passado.

Conforme a pesquisa da ABLA, nacionalmente os emplacamentos feitos pelas locadoras em 2017 chegaram 359.702 novas unidades, que representam 16,56% de todos os automóveis e comerciais leves vendidos durante o ano pelas montadoras que atuam no Brasil. A frota total das locadoras (soma das compras de veículos realizadas em 2017 com os seminovos disponíveis para aluguel) é de 709.033 unidades no Brasil.

. Setor de Locação de Veículos – Ranking Nacional de Empregos Diretos:

Fontes: ABLA, CAGED, RAIS

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira