Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/06/2018 - 07:30

CELSE recebe as primeiras turbinas a gás 7HA da GE


Usina Termoelétrica Porto de Sergipe I será a primeira do Brasil a contar com tecnologia mais eficiente do mundo, segundo Guinness Book.

O Complexo Termoelétrico Porto de Sergipe I, projeto da Centrais Elétricas de Sergipe(CELSE), na cidade de Barra dos Coqueiros, acaba de receber três turbinas a gás 7HA, as mais eficientes do mundo segundo o Livro dos Recordes (Guinness).

A GE foi contratada pela CELSE para construir, operar e fazer a manutenção da usina termoelétrica, além de aplicar soluções digitais para potencial otimização operacional e segurança cibernética. A UTE vai operar em ciclo combinado, com as três turbinas a gás modelo 7HA e uma a vapor, além de um gerador de vapor de recuperação de calor (HRSG), podendo atingir, sob determinadas condições, uma taxa de eficiência de até 62%. A turbina a gás 7HA é a primeira do gênero a chegar ao Brasil e, para o desenvolvimento dessa tecnologia, a GE investiu quase US$ 2 bilhões.

O Complexo Termoelétrico Porto de Sergipe I é o maior investimento privado já realizado no estado, num total de R$ 5,4 bilhões. Quando entrar em operação, será a maior termoelétrica a gás natural da América Latina. O empreendimento inclui, além da usina termoelétrica, uma Linha de Transmissão e Instalações Offshore, que contemplam uma unidade de armazenamento e regaseificação GNL e gasoduto. Para viabilizar o projeto, a CELSE assinou, em abril deste ano, os contratos de financiamento com bancos e organismos multilaterais.

Recentemente, a CELSE recebeu da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) o registro para as instalações de apoio ao transporte aquaviário, ou seja, para a instalação do navio FSRU, que regaseificará o GNL (Gás Natural Liquefeito) importado. “O êxito na obtenção dessa autorização só foi possível graças a intenso comprometimento e esforços da empresa e das autoridades envolvidas no processo: É o primeiro projeto envolvendo um FSRU aprovado dentro do está disposto na Resolução 13 da ANTAQ”, Pedro Litsek, presidente da empresa.

Baixo impacto ambiental: “A termoelétrica é um projeto de extrema importância para o Estado de Sergipe e também para o Brasil, pela sua capacidade de geração de energia a qualquer momento. Sua implantação no Nordeste do país melhora em muito a estabilidade do sistema na região, onde há muita geração intermitente”, afirma Daniel Meniuk, diretor de Regional para o negócio de geração térmica no Brasil e Cone Sul. Ele explica que a termoelétrica pode trazer mais segurança para a rede, e potencialmente suprir a demanda energética em momentos críticos, o que poderia evitar apagões ou interrupções no fornecimento de energia.

Uma usina termelétrica a gás natural representa um baixo impacto ambiental porque produz 90% menos poluentes em comparação com usinas a diesel ou a carvão. Neste projeto, a GE foi contratada para implantar a UTE em regime “chave na mão”, incluindo a conexão com o sistema interligado através de uma linha de transmissão de 33 km de extensão. A GE também fornecerá equipamentos fabricados no Brasil, por exemplo os transformadores. O contrato de serviço plurianual inclui reparos, a operação e a manutenção por 25 anos, abrangendo manutenção programada nas turbinas a gás e a vapor, componentes auxiliares, geradores e sistemas de controle. Atualmente, a GE, considerando suas diversas tecnologias, responde por mais de 33% de toda a energia produzida no Brasil, ou mais de 47 gigawatts.

Quando entrar em operação comercial, em janeiro de 2020, a maior usina a gás do Brasil será capaz de gerar até 1.516 megawatts. A termoelétrica terá capacidade de gerar energia para os lares de até cerca de 20 milhões de brasileiros, podendo atender até 15% da demanda energética do Nordeste. A usina poderá quadruplicar a geração anual de energia de Sergipe e possivelmente tornar o menor estado brasileiro no segundo maior gerador de energia da região.

Perfil — A Centrais Elétricas de Sergipe S.A. (CELSE), empresa criada pela brasileira EBRASIL - Eletricidade do Brasil e a Golar Power (joint-venture entre a norueguesa Golar LNG e o fundo de investimentos americano Stonepeak Infrastructure Partners), foi fundada em 2015 para a geração e comercialização de energia elétrica a partir de unidades geradoras de energia termoelétrica a gás. A empresa, instalada no estado de Sergipe em uma área de 130 hectares, no município de Barra dos Coqueiros, terá uma capacidade instalada de 1.551 MW. A CELSE foi vitoriosa no Leilão de Energia Nova A-5 em abril de 2015, firmando 26 contratos de venda de energia com data de operação comercial em janeiro de 2020.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: