Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

21/02/2018 - 07:54

Novo submarino impulsiona desenvolvimento, defesa e soberania nacional


Riachuelo S-40 deve ser lançado ao mar ainda este ano.

Cerca de 500 toneladas de aço marcam um novo momento da indústria naval brasileira e demonstram o potencial tecnológico do Brasil quando se trata de defesa e soberania nacional. A montagem do primeiro submarino Riachuelo S-40 foi concluída, partindo para a fase final de construção. Parte do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub) tem importância para diversas áreas e impulsiona o desenvolvimento.

A etapa final se dá com a integração das partes — Três partes, chamadas de seções, formam o Submarino Classe Riachuelo S-40. Elas foram levadas para o Complexo Naval de Itaguaí/RJ e, como um quebra-cabeça, tornaram-se a embarcação. Agora, dezenas de sistemas tecnológicos sofisticados e de última geração serão conectados entre si. O submarino deve ser lançado ao mar ainda este ano.

Proteção — Criado em 2009, o Prosurb deve funcionar durante 20 anos. O projeto inclui mais três do mesmo tipo, além de uma embarcação de propulsão nuclear. Atualmente, apenas cinco países no mundo são capazes disso. Mas, no caso específico do Brasil, o submarino movido à energia nuclear será utilizado como defesa das águas profundas do pré-sal.

O técnico em mecânica Antonio Pinheiro dos Santos, que participou do projeto, afirma que a iniciativa é importante para o município de Itaguaí, para o estado do Rio de Janeiro e para a segurança de todo o País.

“Quando um país detém tecnologia para fabricação de submarinos, ele passa a ser visto por outras nações com outros olhos. Como temos uma costa marinha muito grande, é necessário que se tenha um submarino para ter essa segurança”, afirma.

Impacto social — São 4,5 mil empregos diretos e 11,2 mil indiretos. Até a conclusão do programa, a previsão é de que sejam geradas 32 mil novas vagas de trabalho.

Desenvolvimento econômico — De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o submarino é um “gigante que significa a soberania e independência do Brasil” com capacidade para defender e fiscalizar a costa brasileira, por onde entra e sai 95% do comércio exterior e onde se encontra 90% da reserva de petróleo do País.

Programa Prosub vai até 2019 — Orçamento de R$ 35,5 bilhões, 16 mil empregos diretos e indiretos, e até o final do programa serão 32 mil empregos e 320 empresas estão envolvidas com o Prosub.

Presidente da República, Michel Temer, em cerimônia de início da Integração dos Submarinos Classe Riachuelo disse: “Inicialmente, comandante e ministro Raul Jungmann, que este é um dia muito especial para nossa Marinha, mas para o Brasil. E, a partir de agora, como pudemos verificar, tomará forma o primeiro submarino de fabricação nacional – o Riachuelo S40. Que está devendo muito aos trabalhadores que nele trabalharam. A quem eu peço um aplauso de todos os que estão aqui.

O Prosub, naturalmente, está entrando em etapa que, do ponto de vista técnico, é, particularmente, complexa. Mas a reconhecida excelência de nossa indústria naval nos dá certeza do êxito nesta empreitada.

Vamos avançando, governador Pezão, a passos firmes, em projeto abrangente e ambicioso. O Prosub é peça-chave não apenas em nossa política de defesa, mas em nossa estratégia de desenvolvimento científico e tecnológico.

Além de outros quatro submarinos convencionais, trata-se de construir nosso primeiro submarino de propulsão nuclear – sempre neste Complexo Naval de Itaguaí, pelas mãos, como já salientei, de brasileiros e brasileiras que colocam seu talento a serviço da nação.

Aliás, me lembrava, viu, governador Pezão, deputado Alexandre Vale, que esta região que está Itaguaí, é uma região que também foi muito prestigiada pelo governo federal. Nós temos mais de R$ 200 milhões em obras de infraestrutura nesta região. Ainda agora, o ministro Maurício Quintella, dos Transportes, Portos e Aviação Civil, me transmitiu o compromisso de incluir a dragagem do setor portuário de Itaguaí no Plano Nacional de Dragagem. E me diz ele: é a primeira prioridade do governo para logo, este ano, no início do ano que vem.

Então, digo eu, nós aqui estamos aqui, nesta região, escrevendo mais um capítulo, como salientou o ministro Jungmann, da defesa da soberania nacional. Porque, afinal, proteger nosso vasto patrimônio marítimo, na verdade, é proteger recursos vitais para a nossa economia, em favor, precisamente, não só das gerações presentes, mas também das gerações futuras.

Também estamos escrevendo, convenhamos, mas um novo capítulo de nossa longa trajetória rumo ao Brasil do conhecimento, da inovação, do progresso. Por isso que registro, os benefícios do PROSUB vão muito além da esfera militar: ao construirmos os nossos submarinos, nós estamos construindo saber, estamos construindo autonomia tecnológica. Estamos abrindo novas fronteiras para nossa medicina, para nossa matriz energética, para nossa ciência. E estamos, naturalmente, contribuindo para a criação de empregos de qualidade nos mais variados domínios.

Por isso, registro eu enfaticamente, esta solenidade, senhor comandante, é uma injeção de otimismo. Com isso, nós estamos renovamos nossa confiança no Rio de Janeiro e no Brasil. Não foram poucos os avanços obtidos nestes últimos tempos em termos de progresso para o nosso País e em termos de ordem, que também nós estamos procurando.

Portanto, estamos celebrando esta conquista, que é uma conquista, que já foi salientada aqui, coletiva da sociedade brasileira por meio da Marinha. E tudo isso se deve a décadas de planejamento, que se deve, naturalmente, à capacidade de articularmos uma visão de longo prazo.

Portanto, meus senhores, minhas senhoras, trabalhadores que aqui se empenharam, ministros, deputados federais, meus amigos e colegas, eu quero mais uma vez saudar este momento. Há poucos instantes, o senhor comandante da Marinha, quando me apresentava uma maquete de toda essa área e dizer: é uma honra para nós que o senhor, presidente da República, esteja aqui. Digo eu, concluindo, é uma honra para mim, como chefe da nação, estar aqui assistindo a essa solenidade e participando coletivamente desse grande instante do nosso Brasil”, concluiu a sua fala.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira