Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

31/01/2018 - 07:09

Os principais cuidados com as maquiagens de Carnaval

É preciso ter atenção redobrada com as crianças! Segundo especialista, com mau uso, cosméticos utilizados nessa época do ano podem causar terçol, conjuntivite e até micro lesões na córnea.

Glitters, confetes, espumas e serpentinas fazem a alegria dos brasileiros durante a maratona de festas do Carnaval. O uso desses enfeites pode fazer a folia ficar muito mais divertida, mas também trazem grandes riscos á saúde ocular de adultos e crianças.

As espumas utilizadas nas brincadeiras de carnaval podem se tornar as principais vilãs desta época do ano. As maquiagens estão entre os principais adereços das festas de carnaval, e muitas vezes são aplicadas próxima aos olhos, o que representa riscos. A oftalmologista Núbia Vanessa, do Centro Brasileiro de Visão (CBV),em Brasília(DF), explica que os cuidados devem ser redobrados "As pálpebras e região periorbicular possuem uma pele sensível e extremamente fina, e podem sofrer queimaduras com produtos não adequados que se tornam ainda mais graves quando expostas ao sol". Alergias de contato e até infecções — entre elas o terçol e a conjuntivite — são algumas complicações ainda mais sérias que podem surgir com a falta de cuidado.

Quando em contato com as vistas, os confetes e serpentinas também podem danificar a região. Caso isso aconteça, deve-se lavar os olhos com água em abundância pode solucionar o problema. Se o incômodo persistir, a ajuda médica pode ser necessária.

Os glitters, muito utilizados para compor as fantasias, oferecem grande risco à saúde ocular. "A utilização desse produto na área dos olhos pode causar micro lesões na córnea, o que também pode desencadear o quadro secundário de infecções". Segundo a especialista, esse produto pode penetrar na parte interna das pálpebras. A lesão ocorre ao tentar tirar ou coçar as vistas.

A utilização de cosméticos em crianças precisa ter o dobro de cautela. Não é recomendado que bebês de até 2 anos usem qualquer tipo de pintura. "Crianças maiores podem usar maquiagem específica para a faixa etária, que são feitas a base de água", explica a médica. Além disso, crianças com qualquer histórico de alergia não devem utilizar pinturas na face e, caso houver qualquer reclamação por parte dos pequenos, os cosméticos devem ser removidos imediatamente do rosto.

Para garantir a diversão sem complicações, Núbia ressalta alguns detalhes que precisam de atenção extra na hora de se produzir para a festa: — Produtos não adequados como maquiagem vencida e tinta de tecido não devem ser utilizados;

— Os pincéis utilizados para fazer a maquiagem devem estar devidamente higienizados;

— Cílios postiços e cílios de LED contêm colas muito fortes, o que pode causar alergias nas pálpebras;

— Maquiagem e lentes de contato não devem ser compartilhadas com outras pessoas, esses produtos devem ser de uso individual.| Emergência oftalmológica 24 horas | Central de atendimento: (61) 3214-5000| WhatsApp: (61) 9-9975-6783 | E-mail: [email protected]

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: