Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/01/2018 - 07:02

Brasil e Japão alinham ações para aumentar fluxo de turistas


Embratur participa de evento na capital japonesa para divulgação do visto eletrônico. Iniciativa pode aumentar em até 25% o número de turistas japoneses no Brasil.

No dia 22 de janeiro (segunda-feira), foi realizado na Embaixada do Brasil, em Tóquio, evento para divulgação do visto eletrônico para os turistas japoneses que desejam visitar o Brasil. A facilidade entrou em vigor no dia 11 de janeiro e reduz todo o processo de solicitação do documento de 40 dias para 72 horas, com custo de US$ 40,00. Segundo a Organização Mundial do Turismo, a iniciativa pode aumentar em até 25% o fluxo turístico entre os países, ou seja, trazer 20 mil japoneses a mais para o Brasil, o que representa a injeção de US$ 101,6 milhões na economia nacional. Em 2016, cerca de 80 mil japoneses escolheram o Brasil como destino turístico.

No encontro, foi realizada uma coletiva de imprensa com a mídia japonesa e um treinamento com trade local ministrado pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). De acordo com o presidente do Instituto, Vinicius Lummertz, o visto eletrônico representa um grande avanço para atrair mais japoneses para os destinos brasileiros. “A facilidade e agilidade do sistema estimula a vinda de mais turistas da região que poderão conhecer a cultura e se encantar com a beleza dos parques nacionais brasileiros”, afirma.

O coordenador-geral de Segmentos Turísticos da Embratur, Alexandre Nakagawa representou a Embratur em Tóquio e avalia de forma positiva a ação no Japão. “O objetivo é ganhar mais espaço e vantagem competitiva neste concorrido mercado. Nossos concorrentes investem no Japão e precisamos de foco para não dependermos apenas do turismo corporativo e atrair mais japoneses que viajam a lazer”, defende.

Para Nakagawa, trata-se de um mercado importante, pois o perfil do turista japonês que visita o país tem gasto diário considerável (US$ 86,69) e busca por cultura e natureza, segmentos nos quais o Brasil tem grande potencial.

“Os japoneses já costumam visitar os parques nacionais brasileiros, como Foz do Iguaçu e Lençóis Maranhenses. A ideia é divulgar outros parques e atrair mais visitantes que também se interessam pela música e gastronomia brasileira. Além disso, precisamos preparar o trade turístico nacional para o aumento da demanda que o visto eletrônico pode gerar”, explica.

Além da divulgação do visto eletrônico para os turistas japoneses, o evento teve a assinatura do memorando de entendimento entre o Ministério do Turismo e a Agência Japonesa de Turismo. O documento, assinado pelo presidente da agência japonesa, Akihiko Tamura e pela secretária Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra, prevê o aprimoramento das relações entre os dois países, com o compartilhamento de ideias e projetos para aumentar o fluxo turístico bilateral.

Nesta semana, o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, viaja para Nova Iorque, nos Estados Unidos, para o lançamento do visto eletrônico para os turistas norte-americanos. Trata-se de outro mercado prioritário que passará a contar com a facilidade. Além do Japão, Austrália e Canadá já contam com o novo sistema. Os Estados Unidos são o segundo maior mercado emissor de turistas para o Brasil, atrás apenas da Argentina. Por ano, mais de 570 mil norte-americanos viajam para o Brasil e injetam US$ 710,5 milhões na economia nacional.|www.embratur.gov.br

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira