Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL
Busca: OK
CANAIS

25/11/2017 - 07:42

Réveillon de Copacabana festeja a chegada de 2018 com mais queima de fogos e atrações


A Riotur estima que a cidade do Rio de Janeiro deve receber 2,7 milhões turistas no período do Réveillon, que irão movimentar a economia carioca em R$ 2,2 bilhões, a meta é crescer 15%. E segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/RJ), a ocupação hoteleira já está em 72% na média. Para manter o turismo aquecido a prefeitura através da Riotur começará o Reveillon no dia 26 de dezembro/17 e termina em 6 de janeiro de 2018.

O maior Réveillon do mundo ficou ainda mais especial. Para celebrar a chegada de 2018, a festa em Copacabana terá uma longa queima de fogos, com 17 minutos de espetáculo pirotécnico sincronizado a uma trilha sonora desenvolvida especialmente pelo produtor musical Daniel Lopes. A comemoração nas areias da praia espera receber cerca de dois milhões de pessoas para diversos shows ao longo do dia 31 de dezembro, como a cantora Anitta, que entrará em cena logo após a queima de fogos, sendo seguida pelas escolas de samba campeãs do carnaval de 2017: Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel.

Antes da virada, o evento contará com apresentações de Frejat, Cidade Negra, Ana Petkovic, Naldo Benny, Belo e DJ Tucho, no palco criado pelo premiado cenógrafo Abel Gomes. O ator André Marinho será um dos mestres de cerimônias do grandioso evento, que é promovido pela Prefeitura do Rio, por meio da Riotur. Este ano, o tema será o Réveillon do Abraço, remetendo à solidariedade e fazendo referência à canção de Gilberto Gil que homenageia o Rio de Janeiro.

No céu, 25 toneladas de fogos multicoloridos serão disparadas de 11 balsas e formarão imagens como figuras geométricas, corações, estrelas, carinhas felizes, círculos e espirais, com um grande final em tom de dourado. O espetáculo coreografado e piromusical, assinado pela Vision Show, terá grandes pinturas no céu, acompanhadas por músicas apoteóticas, com elementos eletrônicos e do samba. 12 telões ajudarão o público a assistir à grande festa, sendo dez espalhados pela orla da Princesinha do Mar e dois nas laterais do palco.

2,7 milhões de turistas — De acordo com estimativas da Riotur, a cidade deve receber 2,7 milhões turistas no período do Réveillon, que irão movimentar a economia carioca em R$2.2 bilhões, e a meta é crescer 15%. E segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis ( ABIH/RJ), a ocupação hoteleira está em 72%, em média.

A cidade quer aumento de 20% no fluxo de turistas e R$ 6 bi na economia — O Réveillon de Copacabana marca o início do calendário "Rio de Janeiro a Janeiro", programa que tem por objetivo aumentar em 20% o fluxo de turistas, gerando R$6,1 bilhões na economia da cidade e cerca de 170 mil empregos.

Réveillon Rio 2018 será comemorado em outros nove pontos da cidade — A cidade do Rio de Janeiro tem o turismo como sua maior vocação e já se mostrou apta a receber grandes eventos. No ano de 2016, a cidade recebeu um fluxo de 6,8 milhões de turistas gerando uma renda de R$ 11,8 milhões. Com a aproximação do Réveillon, a cidade se prepara para realizar mais uma grande festa da virada que acontece em outros nove bairros, além da tradicional festa nas areias de Copacabana.

Os turistas já começaram a chegar para a grande festa e, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), a ocupação hoteleira para o Réveillon já chega a uma média de 72% de quartos; um aumento de 20% diante da apuração realizada no mês passado. As regiões Ipanema/Leblon e Flamengo/Botafogo já chegaram a 89%, seguida da região Leme/Copacabana com 84%. Os hotéis do Centro tem 52% dos quartos vendidos e a Barra da Tijuca/São Conrado, 57%.

— O Réveillon será brilhante, a festa mais inesquecível da cidade. É uma das maiores festas a céu aberto do mundo e estamos trabalhando diariamente para aumentar as comemorações. Serão dez pontos de festa, com shows, fogos e muita alegria para a chegada de 2018 — declarou o presidente da Riotur, Marcelo Alves, sobre o Réveillon Rio 2018.

Barra da Tijuca — Na Barra da Tijuca, a festa será no céu: uma queima de fogos promovida pela Prefeitura do Rio e ABIH-RJ irá iluminar a região. Alguns hotéis foram selecionados para integrar o show de fogos de artifícios pela localização estratégica, pela viabilidade técnica e por oferecerem uma ampla visão de diferentes pontos da região conhecida como Grande Barra: Hilton Barra, Ramada Recreio, Atlântico Sul, Grand Mercure, Windsor Barra, Les Relais Marambaia, Windsor Marapendi, Grand Nobile, Grand Hyatt.

A festa pela Zona Sul não está restrita à Copacabana. No Flamengo, terá um palco montado na altura da Rua Dois de Dezembro promete animar a última noite do ano com shows de Michael Sullivan, o pagode do Revelação e samba em dose dupla, com apresentações da São Clemente e da Acadêmicos do Salgueiro. Três balsas realizam a queima de fogos no local para receber o novo ano.

No Parque Madureira, a festa ganha o tom do pagode com as músicas de Vitinho e Belo, com o ritmo da bateria do Império Serrano e Mangueira no encerramento.

Os insulanos terão a oportunidade de aproveitar a tradicional noite na praia da Bica, na Ilha do Governador. A festa contará com shows do cantor Jonathan Alexandre, o pagode do Ferrugem e o samba da União da Ilha.

No Piscinão de Ramos, a festa está garantida com o som de Beleléu, Tá Na Mente e, claro, o encerramento com a dobradinha do samba da Acadêmicos do Grande Rio e da Beija-Flor de Nilópolis.

No IAPI da Penha, a festa terá queima de fogos e palco para animar a virada do ano. A noite vai ser embalada pelo som da Banda Agroporto, o swing do ImaginaSamba e encerra com bateria da Imperatriz colocando todo mundo pra sambar.

A Ilha de Paquetá terá sua festa da virada na praia da Moreninha animada ao som de Diney, Bom Gosto e encerramento com o samba da Paraíso do Tuiuti.

A zona oeste não poderia ficar de fora. Dois palcos foram montados, um em Sepetiba e outro em Pedra de Guaratiba. No primeiro, na Praia do Recôncavo, vai ter Pura Amizade, Pique Novo encerrando com a Unidos da Tijuca. No segundo, na Rua Barros de Alarcão, a programação conta com o som do Landim, grupo Clareou, fechando com Unidos de Vila Isabel.

— Nós esperamos que o calendário Rio de Janeiro a Janeiro seja um arco-íris no céu nebuloso que hoje a cidade e a nossa gente valente do Rio está vivendo — afirmou Crivella, na cerimônia de lançamento realizada no dia 24 de novembro (sexta-feira), no Palácio da Cidade, em Botafogo.

Reveillon de 26 de dezembro a 6 de janeiro — Para manter o turismo na cidade aquecido por mais tempo, a Prefeitura esticou a programação do Réveillon deste ano, que irá começar no dia 26 de dezembro. As atrações incluem uma apresentação do Cirque du Soleil, no Parque Olímpico, e um show da Orquestra Tabajara em Copacabana.

A programação termina no dia 6 de janeiro, com um desfile inédito das baterias das 13 escolas de samba do Grupo Especial pela Avenida Atlântica, em Copacabana. Elas irão marchar até o palco montado para a festa de Réveillon, onde a Orquestra Sinfônica Brasileira estará esperando para se juntar ao espetáculo.

. Mais nos banners visit.rio e RioCVB neste Canal de Turismo de Negócios.

Enviar Imprimir
© Copyright 2006 - 2017 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira