Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

10/03/2017 - 07:53

Autoridades do Porto de Santos homenageiam participantes do PAM


Os quais atuaram no incêndio da Vale Fertilizantes. Honraria aos integrantes do Plano de Ajuda Mútua (PAM) do Porto de Santos foi concedido pela Comissão das Autoridades Anuentes (CLAPS).

A Comissão Local das Autoridades Anuentes do Porto de Santos (CLAPS) homenageou, no dia 8 de março (quarta-feira), os integrantes do Plano de Ajuda Mútua (PAM) do Porto de Santos. A homenagem tem como pano de fundo a participação do PAM no incêndio na planta da empresa Vale Fertilizantes, em Cubatão, no dia 05 de janeiro deste ano.

Cerca de 40 brigadistas de várias empresas participantes do PAM do Porto de Santos, com equipamentos de apoio, combate a incêndio e caminhões auto-bomba, foram encaminhadas para auxiliar os Bombeiros e outras equipes de emergência no acidente que provocou uma nuvem de fumaça com potencial de toxicidade. As brigadas atuaram no apoio desde o início do chamado, por volta do meio da tarde daquele dia, até a finalização do rescaldo, já na madrugada do dia seguinte.

A homenagem aconteceu no auditório do edifício-sede da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), situado no bairro do Macuco, em Santos. A CLAPS é composta pela Codesp, Marinha do Brasil (por meio da Capitania dos Portos de São Paulo - CPSP), Polícia Federal, Receita Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Ela integra a Comissão Nacional das Autoridades nos Portos (Conaportos).

O diretor-presidente da Codesp, Alex Oliva, apesar de não compor o efetivo do PAM, também foi homenageado pelo empenho e iniciativas visando a alteração da estrutura de funcionamento do Plano e o aprimoramento da prevenção e atendimento a situações de emergência na área do Porto Organizado, propondo sintonia, alinhamento de procedimentos em prol de resultado mais eficaz. Oliva, que também é coordenador da CLAPS, recebeu a homenagem externando sua grata satisfação e parabenizou a todos os integrantes e afirmando que a organização está tomando corpo: “a atuação em Cubatão demonstra que a população da Baixada Santista pode contar com a segurança da presença do PAM do Porto de Santos”, declarou o presidente.

Na ocorrência em Cubatão, o PAM do Porto de Santos foi acionado e contou com a presença de brigadistas da Guarda Portuária e das empresas Libra Terminais, Caramuru Alimentos, Deicmar S/A, Cia. Bandeirantes de Armazéns Gerais, Marimex, Copersucar, Pérola S/A, Louis Dreyfus Commodities, Bunge Alimentos, Moinho Pacífico, e BTP - Brasil Terminal Portuário. O coordenador do PAM do Porto de Santos, Evandro Lourenço, lembrou que várias equipes ficaram impedidas de chegar ao local devido o fechamento da Via Anchieta pela Polícia Militar Rodoviária, mas ficaram de prontidão caso houvesse necessidade. “O atendimento à emergência começa no treinamento, por isso todos foram importantes no atendimento à ocorrência, mesmo os que não estiveram fisicamente no local”, destacou Evandro Lourenço.

Também o presidente do Conselho de Autoridade Portuária (CAP) de Santos, Rossano Reolon, que é representante do Departamento de Revitalização e Modernização Portuária do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, parabenizou os integrantes do PAM: “Santos é o maior porto da América Latina, mas sem segurança, não seria nada. O PAM do Porto de Santos é esta garantia”, declarou ele.

A CLAPS homenageou ainda representantes da Codesp, do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA), da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), da Prefeitura Municipal de Guarujá, da Defesa Civil de Santos, e das empresas Ecoporto, Embraport, Rodrimar, Santos Brasil e Transpetro.,

Perfil — O Plano de Ajuda Mútua (PAM) do Porto de Santos é uma organização prevista na Norma Regulamentadora NR 29, do Ministério do Trabalho. A norma regula a segurança e a saúde no trabalho portuário. O PAM fornece recursos humanos e materiais em caso de emergências de grande porte. Ele é composto pelas empresas da área do Porto Organizado de Santos e é coordenado pela Autoridade Portuária, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). Ele é acionado quando ocorre o chamado acidente ampliado, caracterizado pela possibilidade de atingir áreas além do próprio local do sinistro.

Todas as ações do PAM visam garantir aumentar a segurança do Porto de Santos e garantir que qualquer acidente tenha atendimento rápido, eficiente e com solução eficaz, com o mínimo de danos possível.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: