Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

14/02/2017 - 08:19

Carnaval de Rua do Rio de Janeiro explode pelos cantos da cidade


Com a marca de sempre da irreverência, da crítica, da alegria, da beleza e descontração dos moradores e turistas, onde o espaço é definitivamente, para todos. Apenas com o respeito às leis porque a Coordenação de Controle Urbano (CCU) e a Guarda Municipal (GM-Rio)estão atuando em conjunto para coibir os que sujam a cidade, ou que tentem burlar a fiscalização quanto a ambulantes não autorizados, carros em locais proibidos, lixo no chão, etc.

A folia tomou conta das ruas de várias regiões do Rio neste fim de semana de pré-carnaval, que transcorreu sem maiores incidentes e com destaque para a irreverência e a criatividade dos blocos. Neste domingo, os foliões acordaram cedo. Às 8h, o Me esquece já coloria as esquinas do Jardim Botânico, a partir da Rua Pacheco Leão. O público estimado foi de cinco mil pessoas. Em Laranjeiras, a irreverência e descontração de sempre do Imprensa Que Eu Gamo desfilou com cerca de dez mil pessoas —entre integrantes e simpáticos do bloco, que no final lotou o Mercadinho São José para a continuidade da festa. Também no bairro, cerca de dois mil integrantes seguiram o cortejo do Volta, Alice, um dos mais tradicionais do bairro. Outra multidão seguiu para São Conrado, onde a atração foi o Chame Gente, que saiu às 10 horas da Avenida Prefeito Mendes de Moraes com Rua Herbert Moses com seis mil foliões. Ainda na Zona Sul, o Calma, Calma sua Piranha desfilou com sete mil componentes.

A orla da Ilha do Governador também foi tomada pelo clima do pré-carnaval carioca: cerca de cinco mil integrantes, segundo estimativa dos organizadores, seguiram o irreverente Se cair eu como, que saiu às 10h da Praça da Freguesia.

Enfim, milhares de foliões da Zona Norte a Zona Sul, passando pelo Centro do Rio fizeram a festa.

A Coordenação de Controle Urbano (CCU) e a Guarda Municipal atuaram em conjunto para coibir a presença de ambulantes não autorizados. Na noite deste sábado e na manhã deste domingo, foram apreendidos 988 itens, como bebidas alcoólicas, bebidas não-alcoólicas, botijões de gás, caixas térmicas, além de carrinhos de mercado e carroças de churrasco.

A Operação Carnaval de Rua da Comlurb mobilizou até 1.000 garis por dia, 5.000 contêineres, 90 sopradores, 20 vaporizadores e 50 veículos, de mini varredeiras a caminhões compactadores e pipa d'agua, para garantir a limpeza das vias após a passagens dos blocos. Só no sábado, foram removidas 9,4 toneladas de resíduos dos principais blocos que desfilaram pela cidade.

Só a Zona Sul e Centro do Rio geraram cerca de 6,4 toneladas de lixo. No Imprensa que eu gamo, foram recolhidos 900 kg; no Spanta neném, 2.3 t; no Cordão da Prata Preta, 1.5 t; no Fala meu louro, 230 kg; no Paz e Amor, de Paquetá, 300 kg e no GB Bloco, 840 kg.

Na Zona Norte do Rio, foram recolhidas 2,2 toneladas de resíduos dos blocos, entre eles, o Bunda Rachada, 781 kg; Amigos da Esquina, 385 kg; Cadê meu beijo, 390kg; Agite antes de usar, 180kg e a Banda da Praia da Bica, 300 kg.

Na Barra da Tijuca o Panela Preta gerou 575 kg de lixo.

Cidade limpa — As equipes de limpeza fizeram o serviço com sistema de manutenção permanente durante a evolução do bloco até a sua dispersão, quando realizavam a varrição, a remoção dos resíduos e a lavagem das ruas e calçadas. Ao longo de todo o trajeto, eram instalados contêineres para garantir que o folião tivesse local adequado para jogar seu lixo, evitando multas e colaborando com a limpeza.

Lixo Zero — Os agentes do Programa Lixo Zero estiveram nas ruas conscientizando e orientando as pessoas a não sujarem as vias públicas. Foram 235 equipes, formadas por um agente de fiscalização da Comlurb e um guarda municipal, atuando nos blocos, nas ruas dos desfiles e nos entornos.

Banheiros químicos — Os foliões contaram com uma ampla infraestrutura durante o fim de semana de pré-carnaval. Foram instalados 766 banheiros químicos e três contêineres para os desfiles deste fim de semana. Um posto médico esteve, durante o período, em funcionamento na Praça General Osório, em Ipanema.

A Guarda Municipal contou com 690 guardas, sendo 473 no ordenamento urbano e 217 na fiscalização de trânsito, no Centro e nas zonas Sul e Norte da cidade. Os guardas de trânsito estiveram empenhados nos pontos de bloqueios definidos pela CET-Rio em cada região para garantir a fluidez do tráfego. E tudo transcorreu com muita alegria nas ruas da cidade.

Mobilidade — A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) intensificou neste fim de semana as operações que visavam coibir o estacionamento irregular e melhorar a mobilidade nas áreas mais procuradas por foliões. Com o apoio da Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio), 15 reboques da Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer, da Seop) foram utilizados para priorizar áreas de blocos com maior concentração de público no sábado e no domingo, das 7h às 19h.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: