Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL
Busca: OK
CANAIS

01/02/2017 - 07:25

Economia para quem roda com GNV chega a 67% em relação ao etanol, segundo estudo da Abegás

No Rio de Janeiro, economia para veículos que rodam 2.500 km por mês é de até R$ 784 frente ao etanol e de R$ 547 ante a gasolina.

Rio de Janeiro — Em 15 dos 16 estados que compõem estudo da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), a economia do Gás Natural Veicular (GNV) é igual ou superior a 54% em relação ao dos veículos que rodam com etanol. A análise foi realizada na terceira semana de janeiro.

O destaque é o Rio de Janeiro, onde o GNV é 67% mais competitivo frente ao etanol e 58% em ante a gasolina. Esses percentuais, conforme metodologia da Abegás, resultam uma economia de R$ 784 (ante etanol) e R$ 547 (ante gasolina) para quem roda 2.500 km por mês. É a maior diferença desde o início do estudo da Abegás, em outubro de 2015.

Outros três estados — Santa Catarina, Espírito Santo e Pernambuco – também registraram economia igual ou superior a 60% na comparação com o etanol. Em São Paulo, a economia do GNV vai de 52% (ante gasolina) a 57% (etanol). Também integram o estudo Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.

“O GNV mantém sua trajetória de competitividade iniciada no quarto trimestre de 2015. O consumo vem aumentando, mesmo em um quadro de desaceleração da economia nesse período. O crescimento é de 2,46% no volume acumulado entre janeiro e novembro de 2016 frente aos dados de 2015, enquanto no comparativo de 12 meses, a alta é de 4,55% em novembro”, afirma Augusto Salomon, presidente executivo da Abegás.

“Com estímulos ao desenvolvimento da demanda de gás natural e da livre competição entre os combustíveis — uma das agendas no âmbito das discussões do Programa Gás Para Crescer, do Ministério de Minas e Energia, que contam com apoio da Abegás —, o GNV pode ser uma alternativa ainda mais interessante para os motoristas e para o transporte público nos municípios, proporcionando economia e vantagens ambientais”, completa Salomon.

Metodologia do estudo —Para calcular as porcentagens de economia do GNV em relação a cada combustível, o estudo da Abegás utiliza dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A apuração levou em conta a média de preços apurados em cada estado na terceira semana de janeiro de 2017.

Como referência para estimar a performance com cada combustível, a Abegás utiliza o Fiat Siena, veículo que traz em seu manual de fábrica o consumo médio com os três combustíveis. Com um metro cúbico de GNV é possível percorrer em média 13,2 km enquanto com um litro de gasolina o carro anda 10,7 km e com um litro de etanol, apenas 7,5 km.

A estimativa de economia mensal é medida com base em veículos que rodem 2.500 km por mês, usando o GNV em substituição à gasolina e ao etanol.

Rendimento dos combustíveis(*) .: Combustível = Desempenho: GNV =13,2 km/m³ |Gasolina =10,7 km/l |Etanol =7,5 km/l (*) Segundo manual do carro Fiat Siena.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2017 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira