Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

09/11/2016 - 07:28

26º Congresso Nacional de Transporte Aquaviário, Construção Naval e Offshore


O Sobena/2016 está sendo realizado no Clube de Engenharia, no Centro do Rio de Janeiro, onde o debate acontece em torno de soluções.

A abertura do evento promovido pelsa Sociedade Brasileira de Engenhara Naval (Sobena), aconteceu no dia 8 de novembro (terça-feira), às 9h30 no Clube de Engenharia, no Centro do Rio de Janeiro, em um auditório lotado e muitos trabalhos pela frente, como quatro conferências, 11 painéis e 24 sessões técnicas. E ainda durante o encontro serão apresentados 83 trabalhos técnicos selecionados cujo assunto abrange a indústria naval e offshore.

Mas temas como Eficiência Energética, Transporte Aquaviário, Tecnologia Naval Militar e Construção Naval,a ssim como Tecnologia Subsea to Shore, Interação Porto-Navio, Ensino de Engenharia Naval, etc., estarão nos painés.

E o evento dá espaço para o Econtro Nacional de Estudantes de Engenharia Naval (ENAVE), cujos jovens estudantes de engenharia já participam das discussões que vão definiri o futuro dosegmento.

O presidente da Sobena, Agenor Cesar Junqueira Leite falou do orgulho da entidade em realizar 26 edições sem interrompimentos, e embora o momento há uma crise do segmento naval & offshore no país, norteia uma certeza de novos rumos, e a Sobena está sempre atenta com seu corpo de engenheiros, técnicos construção e reparo naval, projetos e serviços de engenharia, construção e conversão de plataformas e outras unidades offshore, transporte marítimo, transporte fluvial, hidrovias, portos, bases de apoio offshore, logística offshore, exploração e produção de recursos naturais, energia no mar, e proteção do meio ambiente marinho para uma competência maior.

E agradeceu os patrocinadores, entidades, e todos contribuíram para a realização do evento, além das mídias, — entre elas o Portal e TV Fator Brasil: https://www.revistafatorbrasil.com.br/index.php.

O presidente do Clube de Engenharia, Pedro Celestino da Silva Pereira Filho alertou para os atropelos no segmento naval, e criticou o formato com que formam hoje a mão-de-obra Brasil afora. Perdemos essa indústria nos anos 60, e agora estamos incorrendo novamente em erros, — especialização é coisa séria. O Clube de Engenharia que ser parceiro da Sobena para a competência. —Somos responsáveis pelo futuro qualitativo destes estudantes de engenharia—disse.

E assim seguiu a abertura que contou ainda com o presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Navegação Marítima (Syndarma), Bruno Bastos Lima Rocha, o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski, o diretor da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), José Gutman, diretor do Departamento de Portos e Costas(DPC), vice-almirante Wilson Pereira de Lima Filho, e do contra-almirante Ivan Taveira Martins, da Diretoria de Engenharia Naval da Marinha do Brasil (DEN).

— A cabotagem, mesmo com a crise teve aumento de dois dígitos em contêineres, continuamos perseguindo a idéia que é muito mais vantajoso para o país a carga através das embarcações nos rios, do que na estrada. O segmento tem muito ainda o que crescer, acreditamos que 2017 poderá ainda não ser fácil mas virá o amadurecimento — observou Bruno Bastos, presidente do Syndarma.

O diretor-geral da Antaq, Adalberto Tokarski foi enfático: —o momento é de resistência. Para conseguir transformar em positivo, e reverter essa crise, há de ter que desburocratizar o sistema, a revisão do decreto 8033 é um avanço, mas não dá para continuar com tanta morosidade em soluções, enquanto assistimos, aqui mesmo na América do Sul, os nossos vizinhos saindo na frente—alertou.

O contra-almirante Ivan Taveira Martins, do DEN, também não acredita que o momento é preocupante, pois estamos sob forte influência mundial no setor de petróleo, principalmente dos EUA e Arábia Saudita, o que acredita ajudou empurrar a indústria naval para arecessão, hoje a própria Marinha tem dificuldade de alocar obras, mas temos que estreitar as sinergias, pensamentos diferentes, para uma solução, e este evento da Sobena é uma oportunidade, onde estarei ainda debatendo mais detalhes no painel Projetos de engenharia da Marinha do Brasil, dia 10 (quinta-feira).

O Sobena 2016 premiará os melhores trabalhos de jovens engenheiros e estudantes. O professor Asgeir Sorensen, da Norwegian University of Science and Technology levará o "Prêmio Sobena International Award", — escolhido por suas fundamentais contibuições para engenharia naval e oceânica em nível internacional.

. O 26º Congresso Nacional de Transporte Aquaviário, Construção Naval e Offshore acontece de 8 a 10 de novembro de 2016 (terça a quinta-feira), no Clube de Engenharia, 124, 24º andar, Centro do Rio de Janeiro (RJ). | http://www.sobena.org.br

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: