Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

04/03/2008 - 12:20

Porto de Navegantes inicia operações


Tráfego nas rodovias cresce 11,5% e EBTDA ajustado avança 30,6% no trimestre

No ano de 2007 (meses de outubro, novembro e dezembro) o porto de Navegantes, administrado pela Portonave, movimentou 12.215 TEUs (twenty-equivalent unit - unidade de contêiner de 20 pés). Já em janeiro de 2008 foram movimentados 7.029 TEUs. Em fevereiro foram movimentados 13.035, um aumento de 85% em relação ao mês anterior.

São Paulo: A TPI – Triunfo Participações e Investimentos S.A, um dos mais importantes participantes do setor de infra-estrutura no Brasil, divulga o resumo dos indicadores do 1º trimestre de 2008, referentes aos meses de agosto, setembro e outubro de 2007. Em decisão tomada na AGE realizada em 29 de setembro de 2007, o exercício social da Companhia foi alterado para os doze meses findos em 31 de julho. Assim, o exercício social de 2007 vai de 1º de janeiro de 2007 a 31 de julho de 2007 e o exercício social referente a 2008 vai de 1º de agosto de 2007 a 31 de julho de 2008. O resultado é obtido pelo Método de Equivalência Patrimonial (MEP), calculado por meio da aplicação do percentual de participação da TPI sobre a variação do patrimônio líquido das controladas e/ou coligadas.

Principais destaques do trimestre: O Porto de Navegantes começou a operar em 21/de outubro de 2097, e movimentou cerca de 4.500 contêineres até 13de dezembro de 2007. O tráfego total de nossas concessões rodoviárias cresceu 11,5% no 1T08 comparado ao mesmo período do ano anterior (agosto a outubro de 2006), tendo atingido 14.678 mil veículos equivalentes. Em outubro de 2007, o tráfego cresceu 13,5% em relação ao mesmo mês de 2006.

Receita Operacional Líquida consolidada cresceu 16,3% no 1T08 comparado ao mesmo período do ano anterior, tendo atingido R$46.645 mil. O EBITDA Ajustado cresceu 30,6% no 1T08 comparado ao mesmo período do ano anterior, atingindo R$20.991 mil. A Margem EBITDA Ajustado, no 1T08, foi de 45%, um crescimento de 4,9 pontos percentuais comparado com o período de agosto a outubro de 2006. O DER/PR deu anuência para a compra de 50% da Econorte pela TPI em 19/09/07. A TPI participou dos sete lotes do leilão de rodovias federais. A companhia ficou em segundo lugar na oferta de tarifa do Lote 3 (Edital 7) e a vitória da empresa Acciona foi a única ainda não foi homologada pela ANTT. A ANEEL aprovou a venda da Rio Verdinho para a CBA em 23/10/07. A ANTT aprovou o reajuste de tarifa da Concer em 05/09/07, que passou a vigorar em 07/09/07.

Principais eventos subseqüentes ao trimestre: O BNDES enquadrou, em Consulta Prévia, o financiamento para implantação da Usina Salto, de nossa controlada RioVerde Energia S.A. Em 31/10/07. A ANTT aprovou o aumento de tarifa da Concepa em 01/11/07, que passou a vigorar em 03/11/07. A ECONORTE aumentou a tarifa de seus pedágios em 02/12/07. Foi concluída a transferência da totalidade das ações da Econorte para a TPI, em 21/11/07. Foi concluída a transferência da totalidade das ações da Rio Verdinho S.A. para a CBA, em 01/11/07.

Palavras da administração: “ Desde o surgimento da TPI - Triunfo Participações e Investimentos S.A., em 1999, sempre acreditamos que ocrescimento do País dependeria de investimentos em infra-estrutura e da evolução do ramo de concessões. Assim, nestes oito anos de história que nos levaram à posição de uma das operadoras de infra-estrutura mais atuantes do setor, dirigimos nossas atividades para três áreas estratégicas: rodovias, portos e geração de energia elétrica.

No segmento de rodovias tivemos três grandes eventos no período abordado neste relatório e mais três eventos subseqüentes (i) Em 19 de setembro, o Departamento de Estrada e Rodagem do Paraná – DER/PR, através do Ofício DG- 267, aprovou a transferência da totalidade das ações da Econorte para a TPI; (ii) Em 05/09/2007 a ANTT autorizou a Concer a reajustar em 4,07% as tarifas de pedágio da rodovia Rio/Juiz de Fora (BR-040/RJ/MG). Os reajustes entraram em vigor a partir da zero hora do dia 07/09/2007; (iii) No dia 09/10/2007 foi realizado o leilão das rodovias federais. No total foram concedidos à iniciativa privada 7 lotes de rodovias. As tarifas saíram com um deságio acima do esperado pela nossa empresa. Em um dos lotes ficamos com o segundo lugar, sendo que a primeira colocada, a empresa espanhola Acciona, foi desqualificada pela CBLC antes do início do leilão por não apresentar a documentação completa no pacote de Garantia da Proposta. Já foram homologados os vencedores dos Editais 1 a 6, sendo o Edital 7 o único que ainda não teve um vencedor homologado pela ANTT; (iv) A ANTT autorizou, no dia 01/11/2007, o reajuste de preços das tarifas de pedágio da Concepa.

As praças (P1) e (P3), localizadas respectivamente em Santo Antônio da Patrulha e Eldorado do Sul, tiveram suas tarifas básicas ajustadas em 5,3%. A praça (P2), localizada em Gravataí, teve um reajuste de 3,4% na tarifa básica. Os reajustes entraram em vigor a partir da zero hora de 03/11/2007; (v) A Econorte ajustou as tarifas de pedágio em mais 10,72% no dia 02/12/07, e; (vi) A operação de compra de 50% adicionais na Econorte e OSR obteve anuência do DER/PR (poder concedente) e a transferência das ações foi finalizada em 21/11/07. Esta concessão está em seu décimo ano de operação, com parte significativa de seus investimentos iniciais já realizados e com seus procedimentos administrativos e operacionais totalmente consolidados, o que deve reverter em bons resultados à nossa companhia. O aumento de nossa participação na Econorte S.A. é um sinal claro de que a TPI acredita na segurança jurídica e no respeito às cláusulas dos contratos de concessão no país.

No segmento portuário informamos que o início das operações do Porto de Navegantes ocorreu no dia 21/10/07, após ter recebido permissão alfandegária da Receita Federal. Desde então, cerca de 4.500 contêineres foram movimentados. Estamos operando apenas cargas para Europa e Ásia, no aguardo de tramitação final do ISPS CODE, que já foi aprovado pela Cesportos (Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis) e pela Conportos (Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis), só dependendo de tramitação burocrática, o que possibilitará movimentar também carga para os EUA. As grandes prioridades para este segmento são (i) a montagem de três guindastes ship-to-shore, que têm previsão para chegar no Porto de Navegantes em 24/12/2007. Cada guindaste tem capacidade de movimentação superior a 100.000 contêineres por ano; (ii) a assinatura de contratos com novos armadores; (iii) o início do funcionamento da Iceport, previsto para junho de 2008 e; (iv) a prospecção de novos projetos. No segmento de geração de energia hidrelétrica podemos ressaltar que a TPI transferiu a totalidade de suas ações da Rio Verdinho S.A. para a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). Também terminamos o estudo da bacia remanescente de Rio Verde e estamos em fase de execução de projeto básico. Ao mesmo tempo, estamos em negociação para participar em outro projeto já leiloado pela ANEEL em fase de consecução de licenças ambientais.”, - informam.

Tráfego - Por ser uma operadora de infra-estrutura com atuação diversificada nos segmentos de concessão de rodovias, administração de portos e geração de energia, as medidas de acompanhamento de geração de receitas da TPI são (i) os volumes de tráfego em veículos equivalentes1, (ii) a movimentação de contêineres em unidades equivalentes de contêineres (TEUs)2 e (iii) a quantidade de MWh de geração de energia, observadas em suas controladas. Considerando que no encerramento do trimestre nossas atividades portuárias e de geração de energia ainda se encontravam, respectivamente, em “soft opening” e em fase pré-operacional, analisaremos no presente relatório somente os volumes de tráfego verificados em nossas rodovias.

O tráfego consolidado de nossas rodovias (+11,5% no 1T08) – O desempenho consolidado no 1T08 foi um crescimento de 11,5% no volume de tráfego em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo 14.678 mil veículos equivalentes. O desempenho individual de nossasconcessionárias Concer, Concepa e Econorte no 1T08 foram respectivamente 12,8%, 12,5% e 7,4% de crescimento no volume de veículos equivalentes, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Receita operacional líquida (+16,3% NO 1T08), receita operacional líquida consolidada totalizou R$46.645 mil no 1T08, um crescimento de 16,3% quando comparada com o trimestre de agosto a outubro de 2006. As deduções referentes aos tributos aumentaram 30,7% no mesmo período. Este desempenho decorre da aplicação de reajustes tarifários contratuais de nossas concessionárias e do crescimento verificado no tráfego de veículos equivalentes. O crescimento da tributação em razão superior a receita operacional bruta deve-se à consolidação das empresas de serviços Rio Bonito, Rio Guaíba e OSR, que no critério de consolidação têm suas receitas intercompany eliminadas, enquanto são mantidas as deduções de tributos. Esta consolidação passou a ocorrer em outubro de 2006, quando nossa empresa adquiriu participação equivalente à participação das empresas concessionárias nas prestadoras de serviços.

EBITDA AJUSTADO (+30,6% NO 1T08) - O EBITDA Ajustado5 consolidado da nossa companhia, no 1T08, totalizou R$20.991 mil e a Margem EBITDA Ajustado foi de 45%. Comparado ao período de agosto a outubro de 2006, esse desempenho representa um aumento de 30,6% no EBITDA Ajustado e um aumento de 4,9 p.p. em nossa Margem EBITDA.

Investimentos (CAPEX) – As tividades da Companhia são caracterizadas pela necessidade de gastos elevados, muitas vezes concentrados principalmente na fase pré-operacional e nos primeiros anos de operação. Nos empreendimentos rodoviários dos quais temos participação, encontramo-nos aproximadamente no décimo ano de operação, com adições significativas já realizadas no ativo imobilizado e no ativo diferido, e com saldos de imobilizado a realizar diluídos até o final do prazo contratual da concessão, conforme definido em cada cronograma físico e financeiro. No negócio de geração de energia, estamos realizando gastos iniciais relevantes para torná-lo operacional. No segmento de portos, foram feitos investimentos significativos até julho de 2007. Ainda haverá investimentos em itens de manutenção inicial e na construção da Câmara Frigorífica (Iceport), prevista para entrar em operação em meados de 2008. Os saldos do ativo imobilizado e diferido das nossas Controladas e Coligadas em Conjunto, na proporção de nossa participação no 1T08, era de R$669.510 mil.

Premiações e pesquisas de opinião - O trabalho de Gestão Ambiental, realizado no Porto de Navegantes , foi reconhecido e premiado pela Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma), com o Fritz Müller. A entrega do prêmio aconteceu no dia 24/09/2007, em Florianópolis. O mérito é dado às empresas que contribuíram, efetivamente, para a preservação do meio ambiente, com ações que buscam a qualidade de vida do ser humano, interagindo com a natureza de forma sustentável.

De acordo a “Pesquisa Rodoviária 2007”, realizada pela CNT - Confederação Nacional do Transporte em 07 de novembro de 2007 na qual foram avaliados mais de 80.000km de rodovias em todo o território brasileiro, as concessionárias coligadas em operação da TPI apresentaram grande desenvolvimento em suas atividades, bem como se posicionaram positivamente em diversas categorias: (i) Econorte: na classificação “Melhor ligação rodoviária do Brasil”, a qual considerou 109 ligações rodoviárias, a Econorte se classificou no 19º ranking nacional, tendo subido 3 posições em relação a 2006. Ressalta-se que com este resultado a Econorte se posicionou como a melhor rodovia do estado do Paraná; (ii) Concer: Eleita a melhor estrada no estado do Rio de Janeiro, foi a única concessionária daquele Estado a receber classificação de “ótima” nos itens (a) estado geral; (b) pavimentação, e (c) sinalização; (iii) Concepa: Os trechos entre os quilômetros 32 e 92 - Santo Antônio da Patrulha e Porto Alegre, respectivamente - receberam a avaliação de “ótima” e “boa” em todos os itens da pesquisa. Na ligação entre Curitiba e Porto Alegre, a rodovia recebeu nota 84,2 e ocupou a 25ª colocação do ranking nacional.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: