Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

07/06/2016 - 07:16

Turismo: “a exportação invisível”


Potencial econômico do setor foi tema da reunião-almoço da CIC no dia 6 de junho(segunda-feira), em palestra da secretária municipal de Turismo de Garibaldi, Ivane Fávero.

Inserida na programação do 1º Seminário de Turismo e Enogastronomia, a reunião-almoço do dia 6 de junho (segunda-feira), da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) trouxe para o debate o turismo como fonte de desenvolvimento. Consultora na área, com atuação inclusive em entidades internacionais do setor, a atual secretária de Turismo de Garibaldi, Ivane Fávero, desafiou os participantes a quebrarem paradigmas e pensarem o turismo de forma coesa, planejada e sustentável, capaz de tornar a Região um destino turístico organizado e competitivo. “Turismo é desenvolvimento. É a exportação invisível. Por meio do turismo podemos acelerar e diversificar ainda mais a economia”, salientou Ivane.

A secretária apresentou os principais indicadores do turismo no País e no mundo. Segundo mencionou, o turismo tem 4,5% de participação no PIB brasileiro e gera 3,45 milhões de empregos diretos e formais. No ano passado, pouco mais de seis milhões de turistas estrangeiros ingressaram no País, o que representou uma queda de quase 2% em relação a 2014. Em compensação, no Rio Grande do Sul, houve um crescimento de mais de 19% no mesmo período. São turistas provenientes principalmente de países vizinhos que têm como destino o litoral. É este turista, de acordo com a consultora, que deveria ser atraído para a Serra Gaúcha, daí a importância dos planos regionais envolvendo toda a cadeia produtiva e hospitaleira do setor. “O turista quer experiências significativas em suas viagens. Temos que preparar essas experiências, e que elas sejam marcantes. O turismo não pode se dar de forma espontânea, isolada ou empírica. Há que se planejar o desenvolvimento desse fenômeno, e esse planejamento deve ser multidisciplinar”, afirmou.

Para aumentar a competitividade, Ivane sugeriu que os empresários do segmento olhem para seus recursos e competências, ao invés de olhar para seus concorrentes, e procurem focar na capacidade de produção e inovação, e não na tentativa de ser melhor do que os outros. Sugeriu ainda que se usem as novas tecnologias como ferramentas de marketing e comunicação com os consumidores. “Você, seu empreendimento, seu destino podem ser um caso de sucesso, utilizando a inovação e aplicando a criatividade”, disse.

Ela também afirmou que o turismo agrega valor para qualquer produto. É o caso, por exemplo, do chocolate produzido em Gramado. “Quando não somos divulgados como destino turístico, todos os produtos do lugar perdem competitividade”, alertou.

1º Seminário de Turismo e Enogastronomia — Mostrar a força do turismo na geração de novos negócios e a importância de se investir no setor foi o objetivo do 1º Seminário de Turismo e Enogastronomia, evento promovido pela CIC, por meio de sua Diretoria de Política Turística e Enogastronomia, na manhã do dia 6 de junho(segunda-feira), quando se debateu oportunidades de negócios e se apresentou cases de sucesso na área.

Foram palestrantes a diretora da Brocker Turismo, Adriana Brocker; o diretor e enólogo da Boscato Vinhos Finos, Clóvis Boscato; e o fundador e diretor da Rede de Hotéis Dall’Onder, Tarcísio Michelon. O evento se encerrou com a palestra da secretária de Turismo e Cultura de Garibaldi, Ivane Fávero, na tradicional reunião-almoço da entidade.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira