Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

09/03/2016 - 08:21

Light adota óleo vegetal isolante da Cargill em transformadores de suas subestações de energia

A empresa, que já utiliza o fluido vegetal em sua rede subterrânea, começou a instalar os primeiros transformadores de potência com a nova tecnologia e terá mais três na sua subestação instalada na Vila Olímpica.

São Paulo—– A concessionária Light passou a adotar óleo vegetal isolante Envirotemp™ FR3™, desenvolvido pela Cargill, nos transformadores de potência de suas subestações na cidade do Rio de Janeiro. A empresa, que já utiliza o fluido em seus transformadores subterrâneos, adquiriu no ano passado 12 transformadores de potência com a nova tecnologia. Neste ano, investiu em mais três transformadores na Subestação Olímpica que servirá para atender a demanda do parque construído. O objetivo é ainda substituir outros equipamentos nos próximos anos.

Os principais fatores que levaram a Light a adotar o FR3 foram a preocupação com a preservação ambiental na sua área de concessão, redução dos riscos de incêndios, redução de custos de novas obras e de manutenção. “A substituição dos transformadores de óleo mineral pelos equipamentos com o fluido FR3 é bastante indicada devido aos inúmeros benefícios do produto, incluindo a possibilidade de garantir maior potência em um transformador com dimensões reduzidas. O óleo vegetal aumenta a vida útil dos equipamentos”, declara o Engenheiro Thiago Marcato, da Engenharia de Manutenção da Alta tensão da Light.

O Fluido Envirotemp FR3 foi desenvolvido a partir de óleo vegetal e é facilmente biodegradável, não tóxico e com alto ponto de combustão (classe K), representando grande avanço em termos de segurança e proteção ambiental. Tecnicamente, o fluido FR3 protege o transformador por cinco a oito vezes mais tempo que o óleo mineral, aumentando a durabilidade do transformador e disponibilizando até 20% mais capacidade do que um com óleo mineral.

Para Marcato, o FR3 mantém o sistema elétrico mais confiável, pois tem um alto ponto de combustão. “Esse fator, além de conferir maior segurança à rede, reduz custos de obras, pois não é necessário construir paredes corta-fogo. A característica biodegradável do produto também simplifica os sistemas de contenção de óleo da subestação”, afirma o engenheiro.

A experiência da Light se destaca pela comprovação prática da estabilidade operacional e dos benefícios de segurança e preservação ambiental providos pelo óleo vegetal aos seus equipamentos e instalações. “Esse projeto aumenta a crescente base instalada de óleo vegetal isolante no país e irá fazer com que outras empresas de engenharia, indústrias e concessionárias de energia possam aproveitar a experiência e todos os benefícios da aplicação do óleo vegetal”, destaca Marcelo Martins, gerente comercial da Cargill.

Para atender a crescente demanda pelo óleo vegetal FR3™, a Cargill ampliou a capacidade de produção e armazenagem de sua unidade em Mairinque, no interior de São Paulo. “Nossa fábrica é base exportadora para América do Sul e estamos preparados para crescimento de 400% em volume comercializado do produto nos próximos dois anos, por meio de novos negócios no Brasil e na América do Sul”, ressalta Martins.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: