Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

07/01/2016 - 07:06

11º Concurso de Marchinhas da Fundição Progresso


Prêmio Noel Rosa.

O 11º Concurso de Marchinhas Carnavalescas da Fundição Progresso está com inscrições prorrogadas até o dia 10 de janeiro(domingo), para a escolha da “melhor marchinha do carnaval 2016". A mais importante competição do gênero no Brasil completa 11 edições homenageando Noel Rosa, autor de “Pierrô Apaixonado” (com Heitor dos Prazeres), “As Pastorinhas” (com João de Barro), entre outros clássicos da folia. Neste ano a votação será online, com mais tempo para os finalistas divulgarem suas campanhas nas redes sociais e a grande campeã será revelada na abertura do Carnaval da Lapa, num grande “baile de salão a céu aberto”, com entrada franca.

Mais de 9.500 músicas foram inscritas desde 2005, ano em que o concurso foi idealizado pelo agitador cultural e Presidente da Fundição Progresso Perfeito Fortuna. As canções, vindas de todos os Estados do país e até do estrangeiro (enviadas por brasileiros), retratam a história de uma década pelos mais diversos pontos de vista, passando por modismos, eleições, religião, política internacional, epidemias e tantos outros assuntos, além dos temas tipicamente carnavalescos. “O mundo vive um momento muito duro e o brasileiro tem essa capacidade de carnavalizar a vida. A gente carnavaliza até para entender o que está acontecendo”, conta Perfeito Fortuna.

Ao menos 35 cidades passaram a realizar eventos semelhantes nos anos seguintes à criação do concurso da Fundição, que é considerado um dos pilares da revitalização do carnaval de rua no Rio de Janeiro e no Brasil. O histórico do projeto e as músicas finalistas dos últimos dez concursos estão disponíveis num banco de dados virtual para pesquisa no endereço [www.concursodemarchinhas.com.br].

O 11º Concurso de Marchinhas da Fundição Progresso e o Carnaval da Lapa têm patrocínio da RioTur, Prefeitura do Rio, Oi, Oi Futuro, Secretaria de Estado de Cultura por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e Secretaria Municipal de Cultura através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. O projeto integra ainda as celebrações do calendário Rio 450 anos.

Como participar: para inscrever uma marchinha basta cadastrar a música e enviar o áudio (em formato MP3) no formulário disponível no site [www.concursodemarchinhas.com.br]. O tema é livre e cada concorrente pode postar três músicas. Quem não é músico profissional também pode participar, sendo que a gravação da marchinha não precisa obrigatoriamente ser feita com acompanhamento de instrumentos, basta apenas a voz do autor ou intérprete entoando a letra da música, desde que seja possível identificar melodia e letra, e a gravação pode ser feita até pelo celular. “Se a música for boa, as chances são as mesmas. Uma das três vencedoras de 2012, “Batata no palito”, de Jorge Luiz Manga, foi gravada pelo autor no gogó e com acompanhamento de uma caixinha de fósforo. E ele não era músico”- diz Vanessa Damasco, diretora do concurso e presidente do Júri.

Podem participar brasileiros que tenham a partir de 18 anos de idade. Menores de idade podem constar como parceiros, mas não como autores da inscrição. A competição acontece em duas fases: a classificatória, com escolha de 5 músicas pelo júri especializado (resultado no dia 20 de janeiro) e a eleição final por votação do público online entre 23 de janeiro e 6 de fevereiro.

Campeãs — Nas edições anteriores, as marchinhas vencedoras foram: “Milagre do Viagra”, de Homero Ferreira e Chiquinho, em 2006; “Pra Carmem”, de Bete Bissoli, em 2007; “Volante e Cachaça não Combina”, de Mauro Diniz e Cláudio Jorge, em 2008, “Bom Dia”, de Renato Torres Lima, em 2010. O bicampeão Edu Krieger foi o primeiro colocado em 2009 com “Bendita Baderna” e em 2011 com “Nossa Fantasia”. Em 2012, “Papagaio no Arame”, de Fábio Simões, levou o primeiro prêmio, assim como “Vovô Ampulheteiro”, de André Mesquita, Alberto Silva, Bozo e Moreira Junior, em 2013. “Cadê a Viga”, de Rita e Cássio Tucunduva, foi a vencedora em 2014. No último concurso (2015), a pernambucana “Adoro celulite”, de Jota Michiles e Gustavo Krause foi a grande campeã. Em segundo lugar ficou a marchinha carioca “Marchinha literária, de Roni Valk”, e o terceiro lugar foi da paulista “Fucei seu Feice”, de Paulo Padilha.

Fundição Progresso —Palco de espetáculos musicais, teatrais, circenses e também escola de festas, a Fundição é o lugar onde a arte é pensada, produzida, ensinada e apresentada para cerca de 800 mil pessoas anualmente. Localizada em um prédio histórico de uma antiga fábrica de objetos de ferro desativada nos anos 70, a Fundição abriga desde grandes eventos do showbizz às manifestações tradicionais e renovadas do carnaval carioca. Intrépida Trupe, Armazém Cia de Teatro, Teatro de Anônimo, Vídeo Fundição e Orquestra Petrobras Sinfônica são alguns dos grupos culturais que habitam o espaço diariamente, criando, ensaiando e apresentando sua arte.

Administrada por Perfeito Fortuna desde 1999, a Fundição se tornou referência para o carnaval carioca e brasileiro com a criação do Concurso Nacional de Marchinhas, com a realização do Carnaval da Lapa e com os ensaios de importantes blocos carnavalescos em sua sede, como Monobloco, Rio Maracatu, Bloco do Sargento Pimenta e Bangalafumenga.

11º Concurso de Marchinhas Carnavalescas da Fundição Progresso.: Inscrições: de 05 de dezembro a 10 de janeiro no site www.concursodemarchinhas.com.br | Formulário e edital disponíveis no próprio site | Divulgação das 5 finalistas: 20 de janeiro | Votação popular: de 23 de janeiro a 6 de fevereiro | Resultado final: 6 de fevereiro — abertura do Carnaval da Lapa.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: