Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

09/12/2015 - 07:56

Operação logística para a PUMA reduz emissão de poluentes em 33 toneladas com reuso de papelão


Inovação adotada pela Columbia Logística elimina a utilização de 5.500 quilos de sacos plásticos e bolsas de ar em caixas para transporte de materiais esportivos.

A natureza da logística é tornar a cadeia de suprimentos cada vez mais eficaz e competitiva. E isso significa também buscar o menor impacto ambiental possível. Com foco nestes objetivos, a Columbia Logística adotou uma solução que reduziu substancialmente a emissão de gases de efeito estufa nas operações para a PUMA, fabricante de artigos esportivos, no Centro de Distribuição de Cotia.

O processo consiste no reaproveitamento de caixas de papelão, que eram descartadas e agora são remodeladas e utilizadas para proteção dos produtos da PUMA.

Antes desta mudança, a Columbia utilizava sacos plásticos ou bolsas de ar para preencher os espaços ociosos dentro das caixas onde os itens da marca eram acondicionados, para expedição ao comércio.

O volume mensal de 425 quilos de sacos plásticos utilizados nesta operação resultava na emissão de 0,43 tonelada de gás carbônico. E os 40 quilos de bolsas de ar geravam mais 0,04 tonelada de CO2 mensalmente.

Como se sabe, o dióxido de carbono é um dos gases responsáveis pelo chamado efeito estufa, que leva ao aquecimento global. Portanto, a operação para a PUMA vinha apresentando um alto impacto ambiental, se comparado com o baixo retorno financeiro do material utilizado.

Diante deste quadro, a Columbia estudou as possíveis soluções e decidiu adquirir um equipamento modelador de papelão, que transforma as caixas descartadas em material para proteção dos produtos da PUMA.

Com uma ideia criativa e de baixo custo, a Columbia deixa de utilizar, anualmente, 5.100 quilos de sacos plásticos e 475 quilos de bolsas de ar. Assim, a operação para a PUMA deixa de emitir um total de 33,4 toneladas de gás carbônico na atmosfera a cada ano.

"É uma contribuição relevante para a natureza e para o nosso cliente", afirma Marcelo Brandão, CEO da Columbia Logística.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: