Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

06/10/2015 - 07:28

Santos Brasil recebe aprovação da SEP para antecipação da prorrogação de contrato do Tecon Santos

Plano de investimento de R$ 1,276 bilhão na ampliação e modernização do terminal também foi aprovado; obras terão início em 2016 e permitirão adequar o terminal aos meganavios que começam a frequentar o complexo santista após o aprofundamento do canal de acesso.

São Paulo— A Santos Brasil recebeu a aprovação da Secretaria Especial de Portos (SEP) para a antecipação da prorrogação de contrato de arrendamento do Tecon Santos, o maior terminal de contêineres da América do Sul, localizado na margem esquerda do Porto de Santos. O plano de investimentos de R$ 1,276 bilhão na ampliação e modernização do terminal também foi aprovado pelo governo.

O investimento permitirá que a Santos Brasil adeque o Tecon Santos ao tamanho dos navios que passaram a frequentar o porto após o aprofundamento do canal de acesso, atendendo de maneira eficiente a demanda prevista para o porto a partir de 2019.

A obra ampliará a capacidade de movimentação do Tecon Santos dos atuais 2 milhões de TEU (unidade de medida equivalente a 20 pés) para 2,4 milhões de TEU.

Uma das principais intervenções previstas é a ampliação do cais acostável dos atuais 980 metros para 1.200 metros, por meio do prolongamento do cais do Terminal de Exportação de Veículos (TEV. A) ampliação viabilizará a atracação simultânea de três novos navios Panamax, capazes de carregar entre 7.000 e 12.500 TEU.

Também serão realizadas dragagem para aprofundamento dos berços do terminal para 15 metros e consequente reforço da estrutura de todo o cais.

Os quatro ramais ferroviários, que atualmente contam com 400 metros de extensão, serão ampliados e passarão a ter 800 metros, permitindo a entrada de uma composição férrea inteira no terminal - o que até então não é possível. Uma nova integração intermodal eliminará o cruzamento entre os caminhões que saem do terminal e as linhas de trens. Além disso, o terminal passará por uma remodelação completa do pátio de operações para tornar sua logística mais eficiente, com mais organização e segregação de fluxos distintos. Toda a pavimentação das vias internas de circulação de caminhões será em concreto armado.

O projeto também engloba a aquisição de equipamentos de ponta, entre eles seis portêineres do tipo double hoist, com 65 metros de lança que podem alcançar até a 24ª fileira de contêineres dos navios; 44 guindastes RTGs (guindastes de pórtico sobre pneus) elétricos; 16 RMG (guindastes de pórtico sobre trilhos) e 140 terminal tractors (carretas tipo reboque) para a movimentação de cargas no pátio.

As obras têm início previsto para 2016 e conclusão em quatro anos. Sua realização ocorrerá por etapas e não trará impacto direto no dia a dia das operações do terminal. A ampliação da extensão do cais acostável será realizada logo na primeira fase. Na sequência acontecem as obras nos berços de forma que a empresa possa contar sempre com três deles operando normalmente.

Para Antônio Carlos Sepúlveda, presidente da Santos Brasil, a prorrogação do contrato do Tecon Santos viabiliza um investimento significativo, sintonizado com a logística do futuro, caracterizada por ganhos de escala e altíssima produtividade. É uma conquista para o País, que se capacita para disputar mercados em pé de igualdade com qualquer nação do mundo. "Com os novos investimentos, o Tecon Santos, que já é referência na movimentação de contêineres, poderá receber de maneira eficiente os meganavios que chegarão em breve ao porto, dando mais competitividade ao importador e exportador brasileiros", diz.

A Santos Brasil vai aproveitar a janela de tempo entre os anos de 2016 e 2020 para executar todas as obras, uma vez que nesse período haverá momentânea capacidade excedente para movimentação de contêineres no Porto de Santos por conta da entrada em operação de novos terminais portuários.

Referência —A Santos Brasil administra o Tecon Santos desde 1997, quando venceu a licitação para operar o terminal por 25 anos, renováveis por mais 25. De lá para cá, a empresa já investiu R$ 2 bilhões em ampliação e melhorias das instalações e equipamentos, tecnologia e qualificação de pessoas.

O Tecon Santos é referência em eficiência e modernidade e seus indicadores comparáveis ao de grandes portos americanos e europeus. Tem capacidade para receber até dois milhões de TEU por ano e responde por 33% da movimentação de contêineres do Porto de Santos, segundo dados consolidados da Codesp até o mês de agosto.

A movimentação de cargas do Tecon Santos mais que quadruplicou desde que a Santos Brasil venceu a licitação em 1997, passando de 248.000 TEU por ano para 1.368.495 TEU em 2014. A produtividade média mensal, medida em Movimentos por Hora (MPH), saltou de 11 MPH para 110,65 MPH em 2015, sendo hoje a mais alta do Brasil.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: