Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

03/10/2015 - 06:49

Desafio Internacional de BMX abre série de eventos-teste no Parque Radical do Rio

Competição neste sábado [03.10] e domingo [04.10] reunirá 96 atletas, de 30 países, no Centro Olímpico de BMX. A pista é a maior da história do esporte nos Jogos Olímpicos .

Rio de Janeiro —Um dos esportes mais radicais do programa Olímpico vai invadir a Zona Oeste da capital fluminense no próximo fim de semana. O Desafio Internacional de BMX, evento-teste da modalidade para os Jogos Olímpicos Rio 2016, vai inaugurar a pista recém-construída em Deodoro. No total, 96 atletas, de 30 países, competirão no local no sábado [03.10] e domingo [04.10]. Este será a primeira disputa realizada no Parque Radical do Rio, que concentrará os esportes de aventura dos Jogos Rio 2016.

Entre as feras do Desafio estão alguns dos principais nomes do esporte mundial, como a colombiana Mariana Pajón e o letão Maris Strombergs, ambos campeões Olímpicos em Londres 2012. Apesar de não valer classificação direta para os Jogos Olímpicos Rio 2016, o evento entra na contagem de pontos do ranking mundial da UCI, principal critério para definição dos nomes que competirão no Rio no ano que vem.

“Todos os principais competidores do mundo estarão aqui. E eles vão precisar de todas as suas habilidades, pois a pista que montamos é a maior da história do esporte nos Jogos Olímpicos e é extremamente técnica”, conta Jorge Vasquez, líder de competição do ciclismo BMX do Comitê Rio 2016.

O circuito montado no Centro Olímpico de BMX apresenta percursos de até 400 metros de extensão (a distância dos percursos varia para as provas masculina e feminina), ocupando área total de cerca de 4 mil metros quadrados. Diferentes obstáculos são posicionados ao longo do trajeto de modo a adicionar adrenalina e dificuldade técnica à prova, que é disputada no formato "Supercross", no qual os atletas largam juntos em baterias de oito competidores rumo à linha de chegada.

Um dos obstáculos que prometem dar mais trabalho aos competidores no Desafio Internacional de BMX e também nos Jogos Olímpicos Rio 2016 é chamado “o salto do Pão de Açúcar”, em homenagem ao cartão postal carioca. “É um salto muito alto. Só os melhores vão conseguir passar por ele”, explica Vasquez.

Mais forte no Rio —Entre os brasileiros que vão competir no evento-teste de BMX está Renato Rezende, atual campeão Pan-Americano. Depois de chegar ao quinto lugar no ranking mundial no início do ano, Renato, hoje o 13º no ranking da União Ciclística Internacional e que acaba de disputar mais uma etapa do mundial, em Rock Hill, na Carolina do Sul, Estados Unidos, confessa que conta os minutos para testar o palco dos Jogos Rio 2016. “Mal posso esperar para conhecer a pista. Quero muito andar lá. Estou mais ansioso para andar na pista do que para competir”, afirmou.

Depois do evento-teste, Renato volta a San Diego, nos Estados Unidos, onde treina ao lado dos melhores do mundo. No mês de novembro, ele retorna ao Brasil, onde vai aproveitar para começar sua preparação física para o ciclo olímpico de 2016. Ele sonha em subir ao pódio no Brasil e não teme a pressão. “Não tem medalha prometida para mim. Mas se eu ganhar pode mudar minha vida”, afirmou. “A força de um atleta motivado muda muita coisa. E correr no Brasil vai me dar uma força a mais. Sou carioca e sinto que no Rio fico ainda mais forte”.

Teste para os serviços médicos —Além do percurso, o Comitê pretende testar as operações de 28 áreas funcionais, como a gestão dos resultados, apresentação do esporte e os serviços médicos, já que o esporte é famoso não apenas pelas manobras radicais mas também pelos tombos espetaculares sofridos pelos atletas.

A programação do Desafio Internacional de BMX terá dois dias de competições, com três rodadas de qualificação disputadas no sábado e eliminatórias, quartas-de-final, semifinal e a grande decisão nos dois gêneros marcadas para o domingo.

Ainda em outubro, o Parque Radical do Rio volta a ser palco do ciclismo, desta vez com os melhores do mountain bike, que vão testar, no dia 11, o percurso de quase cinco quilômetros recheado de obstáculos naturais. De 26 a 29 de novembro, é a vez da canoagem slalom testar o Estádio Olímpico de Canoagem Slalom, instalação que foi enchida recentemente.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira