Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/09/2015 - 09:26

ENGIE mostra expertise em toda a cadeia de gás na Rio Pipeline

Rio de Janeiro —A ENGIE participa, pela primeira vez este ano, da Rio Pipeline Conference & Exposition, considerado o segundo maior evento do segmento de dutos no mundo, organizado pelo Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP). A 10ª edição da conferência, que completa 20 anos, acontece entre os dias 22 e 24 de setembro, no Rio de Janeiro. Estima-se a presença de cerca de 200 visitantes e aproximadamente 1000 conferencistas de diferentes países nos três dias do encontro, cujo tema central será o papel dos dutos submarinos no desenvolvimento do pré-sal. O público é formado, em geral, por profissionais e estudantes do setor de gás e dutos.

A ENGIE levará para o seminário sua expertise em todas as etapas da cadeia do gás. Durante o almoço do dia 24 de setembro (quinta-feira), o vice-presidente Internacional de Desenvolvimento de Negócios em Infraestrutura da ENGIE, Laurent Charles Thery, mostrará a amplitude do trabalho realizado pelo grupo franco-belga no mundo e a importância do mercado brasileiro para a ENGIE, que está presente no país desde 1996. Além de ser o maior produtor privado de energia elétrica no país, o Grupo participa ainda dos setores de engenharia, óleo e gás e serviços por meio de suas subsidiárias.

No mundo, o Grupo atua desde a exploração e produção de gás natural, gestão de infraestrutura, aquisição e comercialização de energia até a venda do insumo. Somente na França, são 32 mil Km de redes, com 27 estações de compressão e força de trabalho de três mil colaboradores na área. Em 2014, foram transportados 636 TWh de gás nos dutos franceses.

“O Brasil é um dos mercados de interesse para o crescimento da área de gás da companhia e queremos trazer para cá o nosso know-how em design, construção, operação e manutenção das estruturas de transmissão de gás, além de nossa experiência na liberalização dos mercados de energia”, afirma Maurício Bähr, presidente da ENGIE Brasil.

Além do foco na área subsea, a Rio Pipeline 2015 discutirá o segmento onshore, desde o projeto à manutenção de dutos e novos modelos de negócios a fim de atrair investimentos de companhias privadas. O evento contará ainda com uma exposição das principais empresas do segmento de pipeline, que apresentarão novas tecnologias e serviços a serem aplicados na indústria de petróleo e gás no Brasil.

Presença da ENGIE no setor de gás brasileiro —Em novembro de 2013, a ENGIE consolidou a sua entrada no setor de óleo e gás do Brasil ao obter licenças de exploração de gás natural. A empresa adquiriu participação em um bloco na bacia onshore do Parnaíba e em seis blocos onshore na bacia do Recôncavo Baiano. Todos os blocos estão em fase de exploração.

ENGIE no mundo —A ENGIE desenvolve suas atividades (eletricidade, gás natural e serviços) em torno de um modelo baseado em crescimento responsável a fim de enfrentar os grandes desafios da transição energética para uma economia de baixo carbono: acesso à energia sustentável, atenuação e adaptação às mudanças climáticas, segurança de abastecimento e uso racional dos recursos. O Grupo fornece soluções altamente eficientes e inovadoras para pessoas, cidades e empresas através de fontes diversificadas de fornecimento de gás, produção de eletricidade flexível e com baixa emissão de CO2 e conhecimento técnico em quatro setores-chave: energias renováveis, eficiência energética, gás natural liquefeito e tecnologias digitais. A ENGIE possui 152.900 funcionários em todo o mundo e obteve receitas de € 74,7 bilhões em 2014

Engie Brasil —A ENGIE é a maior produtora privada de energia elétrica no país, e opera uma capacidade instalada de 8.765 MW em 28 usinas em todo o Brasil, o que representa cerca de 7% da capacidade do país. O Grupo possui 79% de sua capacidade instalada no país provenientes de fontes limpas, renováveis e com baixas emissões de gases de efeito estufa. A ENGIE está presente no Brasil através de suas subsidiárias Tractebel Energia, LEME Engenharia, Cofely do Brasil, Ineo do Brasil e Cofely Axima. Além de deter uma forte posição no país em geração de energia elétrica, atua igualmente no setor de engenharia e, mais recentemente, no setor de óleo e gás e serviços. Em 2014, a ENGIE Brasil teve um faturamento de R$ 7,7 bilhões com um quadro de funcionários de 3.000 pessoas.

Rio Pipeline Conference & Exposition, de 22 a 24 de setembro (terça a quinta-feira). Feira das 10h às 19h, no Centro de Convenções SulAmérica, Av. Paulo de Frontin, 1 - Cidade Nova, Rio de Janeiro (RJ).

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: