Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

10/07/2015 - 11:02

Inverno impulsiona turismo em cidades serranas

Meses de junho e julho marcam alta temporada em regiões onde o frio é a principal atração.

O inverno marca a alta na demanda turística por destinos típicos da estação. É neste período que cidades serranas como Gramado (RS), Campos do Jordão (SP) e Petrópolis (RJ) oferecem atrações especialmente criadas para turistas que buscam a tríade sossego, boa gastronomia e festivais culturais.

Confira dicas para o inverno nestes três destinos que estão entre os mais comentados na página do MTur no Facebook:

Campos do Jordão —Um dos destinos de inverno mais procurados do Brasil é a cidade de Campos do Jordão, localizada entre três dos maiores centros emissores de turistas do país (São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte). Até 2 de agosto, o município mais alto do país celebra a 46ª edição do Festival de Inverno, com 75 atrações espalhadas em cinco palcos.

A abertura oficial contou com um concerto da Orquestra Sinfônica de São Paulo no Auditório Cláudio Santoro. Um dos destaques da programação será a Orquestra do Festival que apresentará três programas: o primeiro nos dias 11 e 12 de julho, o segundo nos dias 18 e 19 de julho e o terceiro nos dias 25 e 26.

Gramado —Outro destino popular no inverno brasileiro é a pequena cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul. Durante todo o mês de julho a cidade conta com a Estação Gramado, evento que oferece diversas atrações na Praça das Etnias e na Rua Coberta. Em Gramado, não raramente podem ocorrer geadas e, inclusive, neve.

A cidade gaúcha reúne diversos parques, museus, trilhas e restaurantes sofisticados. Segundo uma pesquisa do site Hotel Urbano, Gramado é a segunda cidade mais procurada por turistas para os próximos três meses.

Petrópolis —Na Cidade Imperial, localizada na Serra Fluminense, o inverno também marca a alta temporada. A estimativa da secretaria de turismo local é de que aproximadamente 240 mil turistas se hospedarão na cidade nos meses de junho e julho, o que deve gerar uma receita de cerca de R$ 300 milhões – número que, no entanto, não inclui o faturamento com o turismo de compras em polos de moda como Rua Teresa, Bingen e a Feirinha de Itaipava.

Nos finais de semana do mês de julho, a taxa média de ocupação no município fica em torno de 90%, sendo que a grande maioria dos hotéis e pousadas do Centro Histórico e arredores chega a 100% de lotação. A partir da próxima sexta-feira (10), começa na cidade a programação do Festival de Inverno, que segue até 19 de julho com extensa lista de atividades de música erudita e popular, corais, teatro, dança e cinema.| Gustavo Henrique Braga.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira