Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

09/07/2015 - 08:55

Acciona Windpower fornecerá 99 MW à Voltalia para um novo parque eólico no Brasil

Contrato compreende 33 turbinas AW125/3000 em torres de concreto de 120 metros de altura. O fornecimento para o parque de Vila Pará, no Rio Grande do Norte, será feito em 2016.

A Acciona Windpower, filial do grupo Acciona dedicada ao desenho, fabricação e venda de aerogeradores, assinou contrato com a Voltalia, empresa produtora de energia eólica, para o fornecimento de aerogeradores com capacidade total de 99 megawatts (MW) que serão destinados ao parque eólico de Vila Pará, no Estado do Rio Grande do Norte, Nordeste do País. O contrato inclui o transporte, instalação e colocação em funcionamento dos aerogeradores de 3 MW de potência cada, assim como o serviço de manutenção dos mesmos a longo prazo.

As turbinas do modelo AW125/3000, de 125 metros de rotor, serão montadas na fábrica que a Acciona Windpower inaugurou em Simões Filho (BA), em dezembro passado. As torres de concreto de 120 metros de altura, que também serão instaladas, serão fabricadas pela empresa no Brasil, em sua fábrica localizada em Areia Branca, próximo ao futuro parque eólico.

O fornecimento para o parque eólico de Vila Pará, uma instalação concedida à Voltalia no Leilão A-5 de 2013 realizado pelo Governo brasileiro, será feito em 2016.

"Este novo contrato com a Voltalia confirma a competitividade de nosso aerogerador AW3000 no Brasil e a crescente penetração da nossa empresa em um dos mercados eólicos mais dinâmicos do mundo", disse Christiano Forman, diretor da ACciona Windpower no Brasil. "Agradecemos mais uma vez a Voltalia pela confiança depositada em nosso produto e esperamos continuar colaborando com eles no desenvolvimento da energia eólica do país", acrescentou.

1.119 MW vendidos no Brasil —Vila Pará é o quarto contrato de fornecimento assinado pela Acciona Windpower para parques eólicos concedidos à Voltalia no Rio Grande do Norte. Este acordo sucede os compromissos firmados para os complexos eólicos de Areia Branca (90 MW), São Miguel do Gostoso (108 MW), ambos já em funcionamento e de propriedade 100% da Voltalia, e Vila Amazonas (93 MW), de propriedade de um consórcio formado por Voltalia, Chesf e Encalso, e atualmente em construção.

Com o contrato agora assinado, a Acciona Windpower eleva para 1.119 MW a capacidade de energia eólica vendida no Brasil desde que começou, em 2012, a comercialização de sua turbina eólica AW3000, uma plataforma que demonstrou a sua alta competitividade e adaptação aos tipos de ventos predominantes no país, oferecendo uma alta confiabilidade e desempenho a um custo reduzido de energia gerada.

A Acciona Windpower conta atualmente no Brasil com uma força de trabalho de 293 empregados. A atividade da empresa tem criado ou consolidado mais de 1.000 empregos diretos e indiretos no país.

Acciona Windpower projeta e fabrica aerogeradores de 3 MW e 1,5 MW de potência. Suas vendas de aerogeradores totalizam 6,7 GW de potência, para mais de 100 parques eólicos de 18 países. É filial da Acciona Energía, operador global líder em energías renováveis, com mais de 20 anos de experiência no setor e 10.000 MW instalados, próprios e para clientes. [www.acciona-windpower.es].

Perfil—Ambas as empresas pertencem ao grupo Acciona, uma das principais corporações espanholas, que atua em infraestruturas, energia, água e serviços em mais de 30 países. Seu lema “Pioneiros em desenvolvimento e sustentabilidade” reflete seu compromisso em todas as suas atividades que visam contribuir ao crescimento econômico, ao progresso social e para a proteção do meio ambiente, um compromisso reconhecido por sua inclusão nos índices de sustentabilidade Dow Jones (DJSI) e FTSE4Good. Acciona está listada no índice Ibex-35, conta com um quadro de pessoal de uns 33.000 profissionais e alcançou vendas de 6.500 milhões de euros em 2014. [www.acciona.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: