Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

08/07/2015 - 07:48

Prefeito e Dom Orani reinauguram Igreja de São Francisco da Prainha


O prefeito Eduardo Paes participou, no dia 07 de julho(terça-feira), da missa de reinauguração da Igreja de São Francisco da Prainha, na Saúde. A reforma da construção barroca de 319 anos é um dos marcos da revitalização de monumentos históricos do Programa Porto Maravilha Cultura. O arcebispo da cidade do Rio de Janeiro, cardeal Dom Orani João Tempesta, celebrou a solenidade em homenagem à recuperação da Região Portuária e aos devotos de São Francisco: — Sempre que um espaço como esse ganha vida e volta a ser frequentado pelas pessoas, a fé também se renova na sua mais grata concepção. Estou feliz em ver restaurado um lugar tão bonito, que simboliza a paz e a meditação.

A igreja estava fechada há 11 anos, desde que uma vistoria da Defesa Civil constatou sérios problemas estruturais na construção. Reconhecida desde 1938 como monumento artístico devido ao seu valor histórico-cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o santuário reabriu após dois anos de obras. O investimento de R$ 2,9 milhões na restauração trocou pisos, forros e coberturas, e recuperou as pedras de cantaria (rocha bruta talhada manualmente).

— A prefeitura tem o compromisso de preservar a memória da cidade, em especial nesta região que passa por uma grande transformação. O Porto Maravilha é um projeto de modernização, sem deixar de lado as características históricas de um lugar onde a identidade carioca tenha se forjado — disse o prefeito.

Em meio às obras de recuperação arquitetônica, a Cdurp organizou a exposição Canteiro Aberto, que reunia fotos e painéis da metodologia empregada no restauro. Um telão no centro do altar exibiu fotografias cedidas por moradores e frequentadores do santuário, com imagens de batizados, casamentos e quermesses, A igreja ficará aberta das 9h às 11h30 e das 13h às 16h, de segunda a sexta-feira.

Construída pelo Padre Francisco da Motta em 1696, a Igreja São Francisco da Prainha foi doada em testamento à Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, em 1704. Palco de uma batalha épica no século 18, a Igreja São Francisco da Prainha foi destruída por um incêndio durante a expulsão dos franceses comandados por Jean-François Duclerc, em 1710. Por ordem do governador Castro Morais, a igreja e o trapiche (armazém perto do cais onde eram guardadas mercadorias) foram incendiados para acelerar a rendição dos inimigos dos portugueses. De acordo com a Igreja Católica, em 4 de novembro de 1738, a nova capela foi construída no local da antiga para atender ao grande número de fiéis. A nova Igreja de São Francisco da Prainha ficou pronta em 1740.

Programa Porto Maravilha Cultural —O programa Porto Maravilha Cultural, instituído pela Lei Complementar nº 101/2009, estabelece que 3% dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) sejam destinados à valorização do patrimônio material e imaterial local. O programa já restaurou imóveis de grande relevância histórica, arquitetônica e cultural, como o Palacete Dom João VI, que compõe o complexo do Museu de Arte do Rio (MAR); os Galpões da Gamboa, o Centro Cultural José Bonifácio; o prédio da Sociedade Dramática Particular Filhos de Talma e a Igreja de São Francisco da Prainha. Também investe na manutenção do Instituto Pretos Novos (IPN), organização responsável pelo Cemitério dos Pretos Novos, integrante do Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, e em produções culturais de moradores e organizações locais.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira