Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

22/05/2015 - 08:26

Parceria firmada entre Forças Armadas e Ministério do Esporte apoia nova geração de atletas

Brasília (DF) —Os atletas olímpicos da Marinha e os alunos do Programa Segundo Tempo Forças no Esporte —promessas de medalha para os Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, Jogos Mundiais Militares e Rio 2016 - foram apresentados no dia 19 de maio(terça-feira), no Rio de Janeiro. Após palestras sobre o desenvolvimento do esporte no Brasil e as parcerias firmadas entre Ministério do Esporte, Marinha do Brasil e Comitê Olímpico do Brasil (COB), os convidados tiveram a oportunidade de conhecer os atletas e interagir com eles.

As pessoas assistiram às aulas desenvolvidas pelos alunos dos programas sociais da Marinha em parceria com a pasta, e também a demonstrações das modalidades de levantamento de peso, esgrima, pentatlo, entre outras. O evento foi no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), um dos locais já credenciados para acolher as modalidades de polo aquático, vôlei e futebol, nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Para o general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, presidente do Instituto Olímpico, onde há aporte de recursos há inovação e desenvolvimento. “Antes, o esporte tinha limitações de ordem material. Não existiam equipamentos esportivos. Hoje, a concepção de esporte foi mudada e tudo isso aconteceu graças à Lei Agnelo Piva, que repassa o dinheiro para o Comitê Olímpico do Brasil (COB). A parceria Ministério do Esporte-Forças Armadas-COB foi difícil de ser firmada, mas hoje está bem definida. O Brasil está caminhando para um feito histórico, por isso essa parceria foi fundamental. Vamos colocar o Brasil acima de tudo.”

A conquista do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos 2016, segundo o general, foi um salto para o Brasil. “Daqui para frente nós teremos outro cenário. O que precisamos agora é definir uma política nacional de esporte, é preciso que alguém rompa essa barreira, e o ministro do Esporte, George Hilton, já se comprometeu a fazer isso. Temos que passar por uma coisa grandiosa para mobiliar o esporte no Brasil”, concluiu Heleno Ribeiro.

No último Prêmio Brasil Olímpico, seis atletas da Marinha foram premiados em suas modalidades. Aline Silva da Luta Olímpica, Mayra Aguiar do judô, Martine Grael e Kahena Kunze da Vela, Fabiana Beltrame do remo e Robson Conceição do boxe. As velejadoras, que foram eleitas como as melhores do mundo, em 2014, conquistaram o prêmio de melhores atletas do ano.

“Mas uma das maiores realizações da Marinha é o investimento nos programas sociais, e poder mudar a realidade de crianças de comunidades que hoje poderiam fazer parte das estatísticas da violência e do tráfico. Hoje 200 alunos utilizam a estrutura do Cefan, e por meio de avaliações continuadas têm seus talentos esportivos descobertos nas modalidades de levantamento de peso olímpico, esgrima, luta olímpica, atletismo e boxe”, completou.

Atualmente, a Marinha brasileira conta com 221 atletas de alto rendimento, de 20 modalidades esportivas, e dois núcleos do Programa Segundo Tempo Forças no Esporte, cada um com 100 crianças que recebem o apoio do Ministério do Esporte, nas modalidades de levantamento de peso, esgrima, pentatlo, entre outras. O órgão é considerado um dos principais incentivadores do esporte nacional.|Cleide Passos.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira